Bahia quebra invencibilidades

Por Jota Jota

Jogando no estádio Independência em Belo Horizonte, na matinê do sábado no futebol da série A, o Bahia venceu o Atlético Mineiro por um a zero, gol anotado por Gilberto a 19 minutos do primeiro tempo. O tricolor ainda não havia vencido fora de casa, e o Atlético vinha a 20 partidas sem perder no Horto, portando os tabus foram quebrados.

Vão dizer lá em Minas, que o Galoooo, atuou com o time reserva, mesclado, misto e até alternativo, e KIKO (crédito para Silvio Mendes locutor esportivo) Bahia tem com isso? Na minha opinião, já contestada por muitas vezes, clube não tem time misto, reservas e ou alternativos, o clube forma um elenco, todos com capacidade de vestirem a sua camisa.

Outra desculpa que ouvi, foi de que o Galo, deve maior posse de bola, finalizou muito mais vezes, e não conseguiu o empate, a minha pergunta é, quando foi que posse de bola, e finalizações defendidas, e ou fora da meta, venceram jogos? Douglas, foi a cerca que não permitiu que o Galo fugisse em busca de milho, jogou demais o goleiro tricolor.

Mas também é verdade, que a forma tática que Roger Machado vem utilizando, já é bem conhecida de todos, mas que acabam não conseguindo neutraliza-la, seu tome esta bem treinado, e sua defesa já a algum tempo, vem sólida, o meio de campo faz sua parte, e os atacantes, rápidos como sempre, aproveitam as oportunidades, e os resultados estão vindo, deixando om torcedor eufórico.

Não vou falar do time individualmente, isso porque vemos um coletivo uníssono, com todos fazendo sua parte, sem estrelismo, e ou mesmo um destaque extraordinário, para mostrar jogadas espetaculares, mas que busca e consegue pontos, que o levaram bem próximo ao G-6, neste começo de rodada, pode sim ser ultrapassado, mas está no pelotão de frente, e incomodando os dianteiros, que são obrigados a olharem com constância para o retrovisor.

Agora, como é bom o preparo físico do Bahia, os atleticanos quje correram muito, chegaram aos 34 minutos da etapa final, com a gravata à mostra, e os pupilos de Paulo Paixão, que souberam dosar, estavam se não inteiros pela intempere, mas com 70% de fôlego para gastar, com isso, o tricolor fez linha e bingo, na contração da comissão técnica.

E para não perder o humor, o treinador do Atlético colocou no segundo tempo, com um metro e noventa, o atacante DI SANTO, não sabia o professor das Alterosas, que o Bahia, é de TODOS OS SANTOS.

Com o resultado, o time chegou aos 24 pontos e subiu para a 8ª colocação. Na próxima rodada, enfrenta o CSA na Fonte Nova, sábado (31).

#PRONTOFALEI