Por JOTA JOTA
Jota Jota

Contra o Coritiba, no Couto Pereira na capital do Paraná, o Bahia que vem de três triunfos seguidos, tentará manter a sequência de bons resultados, subindo na tábua de classificação, e fugindo às carreiras da zona incômoda do rebaixamento. Ainda com problemas a serem resolvidos, Mano Menezes gostou da garra e persistência do grupo, em seu retorno para a Arena Fonte Nova.

Acreditamos em uma partida complicada, tendo em vista o posicionamento do Coritiba, que assim como o Bahia, faz um campeonato inconsistente, ocupando a 17ª posição na tabela, com apenas 20 pontos ganhos, sendo o primeiro no Z-4, e o Bahia com dois triunfos em casa, subiu para a 9ª posição, e tem 25 pontos computados.

Mas a preocupação continua. Com alternativas em suas atuações, mesmo com a chegada de Mano, o torcedor do Bahia ainda se mantém com um pé atrás, tendo em vista a permanência do elenco sem os reforços prometidos por Bellintani. Mas o professor vem assando o porco com a própria banha, e os seis pontos em casa deram uma amenizada na pressão que vinha passando o elenco e a própria comissão técnica.

Os objetivos do jogo não são diferentes entre as duas agremiações, ambas precisam somar pontos, para se manterem na divisão maior do futebol nacional, tendo em vista que o meio da tabela mostra uma incoerência entre os competidores, e qualquer resultado pode vir a acontecer. Claro que os donos da casa vão atuar mais pressionados, mesmo não tendo seus torcedores em campo. Aliás com esta pandemia, todos os jogos acabam sendo em campo neutro, mesmo que os serviços de som dos estádios sejam operados por DJs-Torcidas.

O jogo marcado para a hora do ângelo, 18 horas, e que vai complementar mais uma rodada da série A, que já está em sua curvatura, em busca da reta final, para atingir a linha de chegada, com parte de seus objetivos conseguidos. Então, Coritiba e Bahia jogam a segunda partida dos seis pontos, e o torcedor tricolor ávido por mais três pontos.

#PRONTOFALEI.