Da Redação – Foto: Divulgação/F1

A possível desistência de Portugal do calendário 2021 na F1 pode resultar na realização de mais uma prova no Bahrein. O recuo dos portugueses se dá pelo contexto da pandemia no país e pelo fato de a prova estar agendada para 2 de maio.

Portanto, os organizadores da F1 estudam emendar uma prova do Bahrein imediatamente após a abertura da temporada. “Há uma data “A confirmar” aí, e se for Portugal, será escrito como Portugal. A razão pela qual não está escrito Portugal é porque a situação ainda não está encerrada. Assim que pudermos, poderemos anunciar algo – e isso será nos próximos dias, não nos próximos dois meses. Tenho reuniões pessoais neste fim de semana para entender qual é a situação, e um dos possíveis planos B poderia ser uma corrida dupla no Barein. Mas este é um plano e nada está confirmado. Estamos nos concentrando em tente manter o calendário como está”, disse o CEO da F1, Stefano Domenicali em coletiva.

Até então essa seria a única alteração no calendário da F1 que já foi confirmado no início do ano. O Brasil volta ao circuito, novamente com a prova de São Paulo. Em 2020 o país esteve fora da competição.