ASCOM SUDESB 

Neste final de semana, atletas baianos de natação e judô que recebem apoio do Programa Estadual de Incentivo ao Esporte Amador Olímpico e Paralímpico – FazAtleta conquistaram, respectivamente, vagas para a Copa Pacífico de Águas Abertas, que acontecerá em Salinas, Equador, e para o Campeonato Brasileiro Sênior de Judô, marcado para novembro, em Pindamonhangaba (SP).

Ao vencerem a 4ª Etapa do Circuito Baiano de Judô, que aconteceu em Lauro de Freitas, no último sábado (27), Diego Santos, Karen Fernanda e Mateus Santos ficaram em primeiro lugar, nas categorias, meio-leve (66kg), médio (70kg) e ligeiro (60kg), respectivamente , conquistando, assim, a vaga para o Campeonato Brasileiro Sênior de Judô, que acontecerá entre os dias 22 e 27 de novembro. Os três judocas são de Jequié, município do Sudoeste baiano que mais emplacou, até a presente data, projetos para o FazAtleta/2021 – ao todo, 12 propostas já foram aprovadas, com predomínio do judô, com nove projetos.

Além do trio, Maria Queiroz, soteropolitana, também subiu ao local mais alto do pódio e garantiu vaga para o brasileiro. Os medalhistas no campeonato brasileiro garantem vaga na seletiva olímpica de Paris- 2024.

Diego Santos, heptacampeão brasileiro de judô, falou um pouco da importância do apoio do FazAtleta: “O programa é muito importante para nós atletas baianos, pois nos dá oportunidade de participar de competições nacionais e internacionais, tendo esse suporte e segurança para treinar e chegar bem nas competições. Irei defender mais uma vez o título de campeão brasileiro sênior e, com o apoio do “Faz”, tenho certeza que trarei mais esse título para a Bahia”, promete.

Natação – Já a nadadora baiana Claudine Tekes foi convocada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para se integrar à a seleção brasileira que irá participar da Copa Pacífico de Águas Abertas, no período de 30 de novembro a 4 de dezembro, no Equador.

FazAtleta – O Programa Estadual foi criado em 1999, destinado a atletas, equipes e eventos que se enquadram na categoria de esporte amador olímpico e paralímpico. Em 2021, está disponibilizando um total de R$ 4,5 milhões de renúncia fiscal por meio do ICMS.