Texto: Maria Akemi – Foto: Carlos Humberto

Numa tarde de muito sol a Desportiva Juazeirense recebeu a Aparecidense pela 4ª rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. Jogando em casa, nesse sábado (25), o Cancão de Fogo voltou a vencer, com um gol solitário de Clebson, suficiente para retomar a liderança do Grupo A9

Logo no começo da partida a Juazeirense fez valer o mando de campo e Clebson inaugurou o marcador. Ele dominou na entrada da área, tocou para Nino Guerreiro que fez o pivô, devolveu para o camisa 10 finalizar sem chances para o goleiro Wallace.

A Aparecidense tentou reagir e parou, ora na pouca efetividade, ora no arqueiro Gleibson. Os goianos até chegaram a reclamar de um possível pênalti. Só que quem chegou perto de ampliar foi o Cancão, com Nino.

Aos 31 Cesinha cobrou falta, Wallace espalmou e Nino chutou sem força, desperdiçando a oportunidade. No final da primeira etapa Flávio ainda tentou colocar a Aparecidense em igualdade, sem sucesso.

No segundo tempo, Gustavo Balotelli fez sua reestreia pelo Cancão, entrando durante o intervalo no lugar de Nino. Apesar da modificação quem assustou foram os visitantes que quase chegaram ao empate, forçando Gleibson a trabalhar, aos 2 minutos.

Mesmo sem atuar como titular há um bom tempo Balotelli mostrou pique e iniciou alguns bons contra-ataques do Cancão, só que o placar teimava em se manter inalterado. Nos minutos finais a Juazeirense colocou uma pressão, aproveitando os espaços deixados pelo adversário e forçou o goleiro Wallace a ser expulso.

Ele cometeu pênalti e forçou o treinador Edson Jr. a improvisar um atleta de linha no gol. Na cobrança da penalidade Balotelli desperdiçou a chance de sair consagrado, chutando na trave. Com a vitória a Juazeirense somou 7 pontos, dormindo na liderança. O próximo desafio é fora de casa, contra o Itabaina (SE).

FICHA TÉCNICA

Juazeirense 1×0 Aparecidense – Campeonato Brasileiro da Série D

Local: Estádio Adauto Moraes

Data: 25 de maio de 2019

Hora: 16h

Juazeirense: Gleibson; Ewerton (Rodrigo Ramos – 12′ 2ºT), Emílio, Cesinha e Emerson; Waguinho, Toni Galego, Wiliian Kaefer e Clebson (Caio Cezar); Nino Guerreiro (Balotelli, intervalo) e Iran. Técnico: Carlos Rabelo.

Reservas: Bruno Neri; Marcio, Willian, Marcos, Caio Cezar, Hugo, Gustavo, Italo, Rodrigo Ramos.

Aparecidense: Wallace; Bruno Leite, Filipe Costa, Tiago Ulisses e Robson; Rayro, Aleilson (Ayrton – 2ºT), Washington (Alex Henrique – 2ºT) e Bruno Henrique; Flávio (Rafael Barbosa) e Rodriguinho. Treinador: Edson Jr.

Reservas: Matheus Alves; Mário Sergio, Ricardo Lima, Caetano, Ayrton, Rafael Barbosa e Alex Henrique.

Arbitragem: Felipe de Lima; Frederico Vilarinho e Breno Rodrigues (auxiliares); Reinaldo de Santana (quarto árbitro).

Cartões amarelos:

Cartões vermelhos: Wallace (APA)

Gols: Clebson, aos seis minutos do 1º T

Público pagante: 222 (não pagante 37)

Renda: R$ 2.570,00