Blocos e batucadas espalham alegria e irreverência no Carnaval de Juazeiro

0
80

Resgate cultural: Blocos e batucadas espalham alegria e irreverência no Carnaval de Juazeiro

Texto: Amanda Franco – Ascom/PMJ – Fotos: Ícaro Alexandre/PMJ

Carnaval de Juazeiro- blocos- Icaro Alexandre 4 (002)

O Carnaval de Juazeiro carimbou sucesso em todos os polos. Os blocos e batucadas espalharam alegria e irreverência na festa organizada pela Prefeitura de Juazeiro e reuniu uma multidão com um único propósito: divertir-se.

Neste domingo (5), o ‘Bloco Sertão Inclusivo’ desfilou com a pauta da inclusão social de pessoas com deficiência. “Este é o primeiro bloco inclusivo de Juazeiro, para todas as crianças e pessoas com deficiência, para que a gente possa ser lembrado em todos os momentos”, destacou a organizadora do bloco, Coralina Matos.

As batucadas também embelezaram a avenida, com muito colorido e as percussões atraíram quem se juntava ao percurso. Desfilaram a Escola de Samba Regime do Samba, Grupo Percussivo Maracatu, Roda de Timbau, Escola de Samba Cacumbu, Roda de Timbau, e Maracatu Beira-Rio. Francielle Arantes já tinha tocado na percussão no Carnaval de Juazeiro, mas era a primeira vez com a camisa do Maracatu Beira-Rio. “Está bem animado. Muito tempo sem ter carnaval. O bloco é uma oportunidade dos amigos brincarem em grupos e isso gera uma segurança maior. As pessoas se sentem mais seguras”, enfatizou Francielle.

As batucadas de Juazeiro fazem parte da história do carnaval desde a década de 20 e arrastavam a multidão durante o dia. “Com a retomada do carnaval, a prefeita Suzana Ramos pediu para a gente fazer este resgate trazendo para  rua as batucadas e os blocos. É uma cultura nossa que a gente tem que preservar e é uma preocupação da nossa prefeita”, disse o integrante da comissão do Carnaval de Juazeiro, Edvaldo Franciolli.

Irreverência

Se a palavra de ordem era irreverência, os foliões dos blocos ‘As Quengas do Popular’ e ‘Cabaré das Ilusões’ levaram a sério. Moisés Santos estava ansioso para sair novamente no tradicional ‘Cabaré das Ilusões’. “É um orgulho sair no Cabaré das Ilusões, porque tem toda irreverência e toda a brincadeira do carnaval. O bloco para mim é o ‘Cabaré’ todo ano”, disse.

O Cabaré das Ilusões arrastou uma multidão saudosa e ansiosa por curtir na paz o espírito do Carnaval. “Estar presente no Cabaré das Ilusões me faz voltar ao tempo dos antigos carnavais. Fiz questão de acompanhar este bloco, que é tradicional aqui na nossa cidade e espalha tanta alegria há anos”, destacou a prefeita Suzana Ramos. No domingo ainda desfilou o Bloco Tequila, arrastando uma multidão.

Na primeira noite do Carnaval de Juazeiro os blocos ‘Coelba’ e ‘do Tilas’ deram o pontapé inicial à folia de quem faz questão da tradição dos blocos carnavalescos. No sábado, os blocos começaram a aquecer o segundo dia ainda à tarde, com ‘As Fofoqueiras’ e ‘Bloco da Gaia’. Também desfilaram pelos circuitos Ivete Sangalo e Manuca Almeida na segunda noite ‘Bloco do Gigante’, ‘Afoxé Filhos de Zaze’, Bloco Tô de Boa’ e ‘Bloco Reffea Folia’. A Orla I também foi ponto de saída da batucada ‘Maracatu com Dendê’.

Blocos fora dos percursos oficiais

Para quem acha que bloco carnavalesco só acontece nos percursos, está enganado. Nos quatro cantos da cidade a folia dos blocos carnavalescos nos dias de folia tornou o ‘Carnaval de Todos’ uma festa ainda mais democrática e animada. Desfilaram ‘Bolô Folia’ (Rua XV de Novembro), ‘As Patroas do Vale’ (Rua Tiradentes), ‘Bloco da Rua de Baixo’ (Av. Flaviano Guimarães), ‘Bloquinho do Bicudinho’ (Rua Tiradentes), ‘Arrocha as Canelas’ (Rua Henrique Rocha), ‘Bloco das Pelancas’ (Rua dos Ingleses), ‘Bloco Os que Nunca Beberam’ (Angari), ‘Bloco Sertão Inclusivo’ (Orla) e ‘Bloco do Pinico’ (Rua Oscar Ribeiro).