Seleção brasileira abre 2-0, vê República Dominicana reagir, mas vence no quinto set e se garante na próxima edição dos Jogos pelo Pré-Olímpico

Foto: FIVB/Divulgação

Próxima parada: Tóquio. A busca pelo terceiro ouro olímpico da seleção brasileira feminina de vôlei ganhou mais um capítulo neste sábado. Com a vitória no tie-break sobre a República Dominicana na última rodada do Pré-Olímpico, em Uberlândia, o Brasil carimbou a vaga em mais uma edição de Jogos Olímpicos. Com direito a talismã japonês, o Daruma, como troféu, as brasileiras ganharam as boas-vindas de Tóquio 2020.

Brasil e República Dominicana chegaram à decisiva rodada do torneio em condições iguais de conquistar a vaga olímpica. Como o Pré-Olímpico é disputado em sistema de pontos corridos, quem vencesse ficaria com o primeiro lugar. Melhor para o Brasil, que freou a reação dominicana e venceu a partida no quinto set: 3 sets a 2 (parciais de 25/22, 25/19, 23/25, 18/25 e 15/10), em 2h15 de partida, na Arena Sabiazinho. A seleção brasileira não fica fora de uma edição dos Jogos desde a primeira participação em Moscou 1980.

Com a vitória, o Brasil terminou na liderança do Grupo D, com sete pontos e três vitórias, e concluiu a ponte aérea Uberlândia-Tóquio concluída com sucesso. A República Dominicana ficou em segundo, também com sete pontos, mas com uma vitória a menos. Camarões e Azerbaijão jogam neste sábado, às 12h30, também no Sabiazinho, para definir terceiro e quarto colocados.

Leia a matéria completa no Globo Esporte