Caso Jean: nada justifica uma agressão

Falôôô... A opinião de Jota Jota
Jota Jota

Da mesma forma que no início de sua carreira, quando todos, ou quase todos, não acreditavam no seu potencial, podes acreditar Jean, fui um ferrenho defensor de suas qualidades como goleiro e que poderias chegar bem longe na carreira, foram muitos os conselhos nos microfones por onde passei, sobre seus comportamentos em campo, que melhoraram muito, depois dos insistentes conselhos de seu Pai, o goleiro Jean, por quem tenho o maior respeito, e também do seu avô (de muita consideração) o Antônio Tillemont.

Galgastes um grande clube, mesmo sendo reserva de um grande goleiro, com fama internacional, mas estavas na vitrine moço (pois deixou de ser Jeanzinho a bastante tempo), e me comete uma bobagem tamanha, e ainda mais no exterior, onde as leis são rigorosas, e não tem jeitinho brasileiro certo. Ainda mais que as acusações de Milena, foram vira lizadas, e o mundo inteiro tomou conhecimento, e agora? Só posso repudiar sua atitude, sejam quais tenham sido os motivos, injustificáveis, diga de passagem.

Sua impetuosidade sempre incomodou aos que mais te querem bem, posso sentir de longe o perrengue por que passam Jean pai, e Tillemont a integridade, ao vê-lo em uma enorme enrascada. Por mais que sua companheira possa estar errada, um erro não justifica outro, ainda mais agressão em um período, onde estas ações estão sendo contestadas, e reprovadas pela sociedade com adjetivos impublicáveis na minha coluna.

Depois disso, o que vai ser da carreira deste promissor jogador de futebol? Nas qualidades técnicas, continuo lhe defendendo, és um baita goleiro, mas não posso discordar dos companheiros, de que um dia, o seu extra campo, e algumas atitudes dentro dele, complicariam sua carreira, e infelizmente isso veio a acontecer, e as opiniões lhe punem pela atitude, embora tenhas quem esteja tentando lhe defender. Nos USA, o Jeitinho Brasileiro não funciona, as coisas terão que serem resolvidas na forma da lei.

Como ser humano, espero em primeiro lugar, que sua companheira, possa se recuperar das contusões sofridas, e principalmente do trauma, aquele de ter sido agredida, por alguém que lhe jurou amar e respeitar, pensamos também no trauma das duas crianças, como devem estar se sentindo? Por outro lado, a expectativa também, de que possas estar arrependido de verdade, e não da boca para fora.

A nota do São Paulo, não fala em ajuda-lo, mas sim em acompanhar o caso, e após elucidação do mesmo, tomarem as devidas providências, e já se fala nos corredores, de que a sua reapresentação, pode não ser autorizada pelo clube paulista, que a 90 anos, prima pela seriedade dentro e fora do campo.

#PRONTOFALEI.