Ceará não é carrasco, o Bahia é quem está mal*

A opinião de Jota Jota - Foto/Capa: Bruno Queiroz/ECB/Divulgação
Jota Jota

Estou anunciando estas tragédias a partir do primeiro jogo após o retorno da pandemia. Em todas as partidas, apontamos a letargia, a falta de entrosamento e a necessidade de injeção de novos atletas no elenco, além de uma sacudidela na equipe técnica, que não tem conseguido alternar as formas de atuar, a depender das dificuldades em um enfrentamento. Toda imprensa especializada, e uma grande parte da torcida, tem argumentado sobre as falhas, apontado a necessidade de reforços imediatos.

Mas, pelo visto, apenas a direção do tricolor não tem enxergado tais urgências, tendo em vista de que os primeiros jogos conseguiram mascarar os constantes defeitos, tendo em vista os pontos conquistados, mostrando que como na música do Benito de Paula, “TUDO ESTA NO SEU LUGAR”, mas infelizmente no lugar errado.

Uma nova derrota para o Ceará em três jogos disputados, duas na Copa do Nordeste e no de ida da série A do brasileiro, fazendo com que o Vovô, pudesse se recuperar de tropeços que acenavam uma crise interna lá pelas bandas de Fortaleza. Os problemas vistos na partida deste domingo 23, são os mesmos que vinham sendo apresentados e, que por algum motivo que não sabemos, não foram ainda corrigidos.

E olhem que o Ceará não jogou esta bola toda não, um time comum, embora esteja bem treinado, e que mais uma vez impediu que o Bahia pudesse impor o seu jogo, esbarrando na defesa bem armada por Guto Ferreira, que mais uma vez, engoliu Roger Machado. Três pontos perdidos e uma nova probabilidade, para que os dirigentes do tricolor se encontrem.

Demissão do reinador? Não vou muito por esta cultura do futebol brasileiro não, a troca do comandante não vai solucionar o problema dentro de campo, a chegada de um outro chamado professor será apenas uma injeção de ânimo, por duas ou três rodadas, é preciso verificar o elenco também. Porque mesmo sendo cabeça dura, como todos os treinadores são, nas necessidades olha-se para o banco e… NADA.

Tratem de arrumar a casa enquanto o seu lobo não vem, porque, diferente da fábula, o Vovô foi quem engoliu o homem de aço por três vezes. E a pergunta continua sendo feita, onde está o caçador GUILHERME BELLINTANI, para mudar a história?

#PRONTOFALEI.

*Esse texto é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Agência CH.