Texto: Maria Akemi

Demorou, mas nesse sábado (21) o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) finalmente se posicionou acerca da realização ou não dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão. Em um comunicados divulgado durante a tarde, o COB pede o adiamento da competição.

Segundo o Comitê, a decisão leva em conta “o notório agravamento da pandemia do COVID-19, que já infectou 250 mil pessoas em todo o mundo”. Contudo, até o momento a competição está mantida.

“Como judoca e ex-técnico da modalidade, aprendi que o sonho de todo atleta é disputar os Jogos Olímpicos em suas melhores condições. Está claro que, neste momento, manter os Jogos para este ano impedirá que este sonho seja realizado em sua plenitude”, afirma o presidente do COB, Paulo Wanderley, que comandou a seleção brasileira em Barcelona 1992.

O COB sugeriu a realização dos Jogos no mesmo período, mas em 2021. Outros países já se manifestaram contrários à manutenção das Olimpíadas em 2020, a exemplo da Espanha.