Por Tony Martins

“A dança dos técnicos”, expressão comum no futebol brasileiro para enfatizar as demissões de técnicos de futebol de nossas equipes, voltou ao cenário nessa sexta feira. Dessa vez, foi o treinador argentino Ramon Diaz que foi demitido pelo Botafogo do Rio de Janeiro, sem ter dirigido o clube carioca, já que havia sido liberado para fazer uma cirurgia, tendo indicado seu filho Emiliano Diaz interinamente.

Os péssimos resultados no Campeonato Brasileiro, onde ocupa a 19ª colocação e os poucos sinais de recuperação na competição, fizeram com que os dirigentes do Botafogo tomassem essa decisão. No lugar de Ramon Diaz entra Eduardo Barroca que estava treinando o Vitória da Bahia na Série B. O novo treinador alvinegro já dirigiu o time de General Severiano em outros momentos, tendo trabalhado em 27 jogos, com 10 vitórias, 3 empates e 14 derrotas, com 40.7% de aproveitamento. Ou seja, o retrospecto não é um bom cartão de visita.

É importante ressaltar que Ramon Diaz será liberado pelos médicos para exercer o seu trabalho de treinador só a partir do dia 7 de dezembro, fato que contribuiu para a decisão do Botafogo que em nota desejou plena recuperação ao técnico argentino.