Ascom/Thiago Santos
A contadora Jefilani Ferraz e o advogado professor Phablo Freire, são os autores do livro (Foto: Heitor Rodrigues)

Otimizar o orçamento de casa tem se tornado, cada vez mais, uma necessidade comum das famílias brasileiras. Porém muita gente enxerga a organização financeira como um ‘bicho de sete cabeças’. E é com o intuito de proporcionar uma familiarização com a temática, que a contadora Jefilani Ferraz e o advogado professor Phablo Freire, lançam o livro “Educação Financeira para as Famílias Brasileiras”, disponível nos formatos físico e também e-book.

Dividida em três capítulos, a obra, em sua primeira parte, intitulada “A mente que enriquece não pensa em dinheiro”, convida o leitor a refletir sobre a influência dos hábitos e os padrões de consumo e suas consequências. Já o capítulo II – “A família, o enlace, e as 12 premissas da abundância” -, propõe uma discussão em torno da família, fonte da estabilidade ou instabilidade financeira, e a importância do alinhamento entre seus membros. Por último, a peça chave, o capítulo “Aprendendo a gerenciar a riqueza”, se debruça sobre a importância de controlar receitas e despesas, bem como os passos para alcançar êxito na gestão de recursos através do consumo planejado.

“A ideia principal do livro é proporcionar um momento de familiarização entre o leitor e conceitos básicos de gestão financeira para famílias. A questão principal é fazer propiciar uma reflexão sobre endividamento e gestão de necessidades e recursos em um ambiente familiar de maneira que as famílias possam ser inseridas em um contexto de aprendizagem sobre a temática. O livro não pretende esgotar certos temas ou proporcionar um conhecimento profundo sobre finanças, de forma que trata-se de um primeiro momento de reflexão para aqueles indivíduos e grupos familiares que nunca tiveram contato com a temática”, reitera Phablo Freire.

A educação financeira deve ser encarada como primordial para o bem-estar das famílias, que estão cada vez mais endividadas, conforme aponta a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgada mês passado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). 77,5% dos núcleos familiares estão endividados – há um ano, a proporção era de 67,3%.

“Cerca de 80% das famílias brasileiras estão endividadas, principalmente devido à alta dos preços e da inflação, fazendo com que recorram a empréstimos e linhas de crédito para complementar a renda, alcançando a maior taxa de endividamento dos últimos 12 anos. Ainda de acordo com a CNC, o cartão de crédito é o principal tipo de dívida com cerca de 90% das famílias dentro desta modalidade. Considerando os números historicamente expressivos, agravados pelo atual cenário, é de suma importância tratar sobre educação financeira com as famílias brasileiras”, considera Jéfilani Ferraz.

O livro “Educação Financeira para as Famílias Brasileiras”, que foi lançado durante o evento do Dia do Profissional de Contabilidade, celebrado no último dia 25 de abril, na Faculdade de Petrolina (FACAPE), propõe uma reflexão sobre gerir seus recursos com responsabilidade, e de maneira estratégica e coerente, em busca da prosperidade do núcleo familiar.

Adquira a obra – https://linktr.ee/perfisassessoria.

Foto: Heitor Rodrigues – Capa: divulgação

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here