Começa em Petrolina convenção coletiva de trabalho da fruticultura 2024

0
209
Por Carlos Laerte / Clas Comunicação

Teve início nesta terça-feira (16), no auditório do Senac, em Petrolina- PE, as negociações da 30ª Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da Fruticultura Irrigada no sertão de Pernambuco.

Na abertura dos trabalhos, as lideranças das entidades sindicais, patronal e laboral de Petrolina, Lagoa Grande e Belém do São Francisco, discutiram as pautas dos produtores e trabalhadores rurais, com ênfase para as cláusulas econômicas e sociais.

Segundo o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), Jailson Lira, a primeira rodada de negociações foi muito positiva e promete avanços substanciais, até a próxima sexta-feira (19), prazo inicial para a conclusão da CCT 2024. “Tudo em um clima de muito respeito e com resultados favoráveis para ambas as partes”, ressaltou.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina (STTAR), Maria Joelma, também manifestou a expectativa de concluir a convenção no menor tempo possível, “conduzindo com muita responsabilidade e maturidade a discussão e negociação das pautas”, frisou.

Em 30 anos de convenções coletivas do trabalho da fruticultura no Vale do São Francisco, esta é a primeira vez que as negociações acontecem de forma separada nos estados de Pernambuco e Bahia. A CCT 2024 do lado baiano foi concluída no dia 22 de dezembro do ano passado, após a realização de acordos, entre produtores e trabalhadores rurais de 6 municípios do norte baiano, em tempo recorde (3 dias e meio de negociações).