Começa hoje a era Mano Menezes no Bahia

A opinião de Jota Jota*
Jota Jota

Há muito tempo o torcedor do Esporte Clube Bahia deseja ver à frente do elenco do seu tricolor, aquele chamado treinador de ponta, cujos serviços prestados, foram realizados nos maiores clubes do Brasil, e também na seleção brasileira, para que pelo banco, fosse iniciada uma nova era, com o clube chegando ao topo da série A, e a uma Copa América, e a oportunidade chegou com o fim da missão de Roger Machado.

Cansado de ser cobrado, mesmo tendo recursos em caixa, mas sem querer investir pesado, o presidente Guilherme Bellintani, de excelente administração burocrática, precisava ser competente também em campo, então resolveu buscar o que tanto o torcedor desejava, foi às compras, e trouxe para Salvador, Mano Menezes, renomado treinador do futebol brasileiro.

E a era do novo professor, vai começar exatamente às 18 horas deste domingo 13, quando o Bahia receberá em Pituaçu, o Atlético Clube Goianiense, time treinado por Wagner Mancini, que vem recuperando a locomotiva de Campinas, por outro lado, Mano não deve ter gostado nada do que viu na partida diante do Grêmio, e ao mesmo tempo, pode ver bem de perto, os defeitos que assolam o elenco tricolor, e apesar do pouco tempo, já deve ter dado seu direcionamento de trabalho.

Não falo de dar sua cara ao time, seria muita pretensão, digo sobre a forma de ingerir seu comando, diante de um time apático, sem poder de reação, e até mesmo sem motivação dentro de campo. Todos sabemos da capacidade do novo treinador, e que as coisas vão mudar sim senhor lá pelas bandas da cidade tricolor, e Bellintani que abra os cofres, atletas serão requisitados pelo professor, com mestrado na seleção brasileira, mesmo sabendo que alguns do atual elenco, serão sim aproveitados, desde que subam novamente de produção.

Espero sim, uma atitude bem diferente do Bahia, na partida diante do Atlético Goianiense, principalmente pela cultura futebolística nacional, onde todos os clubes em baixa, e que trocam seus treinadores, a tendência é a auto superação nos primeiros jogos, mas nem pensem que Mano Menezes, vai se deixar levar por este ímpeto, as observações, já vinham sendo feitas a pelo menos dois anos, pois na conversa para o acerto final, o treinador, apontou tudo que sabia do Bahia, o que causou espanto em muita gente.

Pode o Bahia, até tropeçar diante dos goianos, o que não pode, é o torcedor já começar a pegar no pé do treinador, cujo trabalho sequer fora sequenciado, é preciso dar um tempo para que Mano, veja e cobre seus reforços, que molde o elenco ao estilo de trabalho, e que os frutos comecem a serem colhidos, mas com confiança, e satisfação dos torcedores, ao verem bons jogos do seu time, e não vencer com as calças nas mãos, como vinha acontecendo.

Então, através de um treinador de ponta, começa sim senhor, a caminhada do Bahia, ao topo do futebol nacional, para brigar com os chamados grandes do Sul e Sudeste, chegando ao lugar que almeja a vários anos, mas que os dirigentes ainda com mentes amadoristas, não enxergavam esta necessidade, e depois de tropeços, e decepção, eis que a direção tricolor, finalmente abriu os olhos, e traçou novos caminhos.

Será um sucesso?

Ora, senhores, a Mãe Diná, aquela famosa vidente paulista faleceu já há algum tempo, e nós não somos adivinhos, o que podemos dizer é que trabalho e vontade de vencer, não vão faltar, mas o futebol, ainda é uma caixinha PRETA, de enormes e incalculáveis surpresas, que se  mostram boas, satisfatórias e ruins, por qual delas, você ferrenho torcedor tricolor, que tanto cobrou tais atitudes, vai finalmente desejar?

MENS SANA, IN CORPORE SANO, I SONO TUTTI BUENO PERSONE.

#PRONTOFALEI (ECCO, L’HO DETTO)

*Esse texto é de inteira responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do site Agência CH.