Conmebol estuda mudanças no formato de disputa da Sul-Americana

Objetivo é evitar eliminações precoces dos chamados clubes grandes
Da Redação
Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol (Foto: Reuters/ Conmebol/ Divulgação)

À exceção do Rio de Janeiro, cujo campeonato já chega às semifinais do segundo turno, o futebol na América do Sul ainda não tem data para recomeçar, mas os dirigentes usam as reuniões virtuais para debater propostas com o objetivo de encontrar alternativas para a retomada das competições.

Exemplo disso é a Conmebol, cujo presidente Alejandro Dominguez estuda propor alterações na disputa da Copa Sul-americana, deixando o formato parecido com a Libertadores, o que facilitaria a adequação ao calendário.

Ao invés de ser disputada em mata-mata, a Sul-americana passaria a ter grupos, assim como a Libertadores. O intuito da Conmebol é evitar eliminações precoces dos chamados grandes da América do Sul. A mudança, porém, precisa ter o aval do Conselho da própria entidade.

No atual formato, os clubes podem ser eliminados com apenas dois jogos. E ao aumentar o formato, além de beneficiar os grandes, os clubes e a Conmebol teriam mais jogos e mais receita, tanto de publicidade, como de TV.

Na atual temporada, por exemplo, Atlético-MG e Fluminense foram eliminados ainda na primeira fase. A Sul-americana conta com 44 clubes, além dos dez eliminados da Libertadores.

Com informações do Futebol Interior