Corinthians foi mais efetivo e bateu o Bahia em São Paulo

Da Redação - Foto: Vitor Tamar/ECB/Divulgação

O Bahia segue na sua saga de maus resultados e completou na noite desta quarta-feira (16) o oitavo jogo sem vitórias no Brasileirão. Mesmo tendo apresentado uma atuação merecedora de elogios, perdeu para o Corinthians na Neo Química Arena por 3 a 2, em partida da 11ª rodada, resultado que marcou a segunda derrota do técnico Mano Menezes à frente do Tricolor.

Os gols corintianos foram marcados por Otero, Roni e Gil. Nino Paraíba e Saldanha descontaram para o Bahia.

Foi um jogo franco desde o apito inicial, com um valente Bahia buscando sempre as ações ofensivas, obrigando o goleiro Cássio, eleito o melhor em campo, a intervir em várias oportunidades, impedindo a queda da sua meta mais vezes.

Dentro das suas características, o Corinthians fechou sua defesa, foi cirúrgico ao aproveitar as poucas oportunidades criadas e soube manter a vantagem até o apito final, garantindo os três pontos.

A vitória leva o Corinthians aos 12 pontos, ocupando a 11ª posição. Já o Bahia, caiu para a 16ª colocação, com nove pontos, às portas da zona de rebaixamento.

Próximos jogos

As duas equipes ganham folga e só retornam a campo na próxima semana. Na quarta-feira 23, o Corinthians visita o Sport na Ilha do Retiro, às 21h30, e no sábado 26, o Bahia encara o Athletico na Arena da Baixada, às 19 horas. As duas partidas valem pela 12ª rodada do Brasileiro da Série A.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 3 x 2 Bahia

Campeonato Brasileiro Série A – 11ª rodada

Data: 16 de setembro de 2020 (quarta-feira)

Horário: 21h30

Local: Neo Química Arena, São Paulo (SP)

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA-RJ), Daniel do Espírito Santo Parro e Thiago Rosa de Oliveira (ambos do RJ)

Gols: Otero (COR), aos 16’, Roni (COR), aos 33’, Nino Paraíba (BAH), aos 35’ do 1º tempo. Gil (COR), aos 15’ e Saldanha (BA), aos 43’ do 2º tempo

Corinthians: Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Xavier, Araos (Ramiro), Mateus Vital (Sidcley) e Otero (Bruno Mendez); Everaldo (Léo Natel) e Roni (Gustavo). Técnico: Dyego Coelho.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Wanderson, Ernando e Juninho Capixaba; Gregore, Ronaldo (Rossi), Rodriguinho (Marco Antônio) e Jadson (Daniel); Élber (Clayson) e Gilberto (Saldanha). Técnico: Mano Menezes.