Cruzeiro interrompe a sequência do Bahia com triunfo por 3 a 0

0
132
Cruzeiro x Bahia Série A 25102023 Foto Felipe Oliveira-ECB-1

Da Redação – Jota Jota

Jogando bem melhor do que o Bahia, o Cruzeiro interrompeu a sequência de bons resultados que o time Tricolor vinha obtendo dentro da competição, e com ajuda de um gol contra venceu a partida por 3 tentos a 0.

As duas equipes, que vinham de campanhas praticamente iguais, teve um Cruzeiro fazendo o dever de casa, como o Bahia fez nos jogos que disputou na Arena Fonte Nova, mas continua com uma gordurinha até a próxima rodada, independentemente dos resultados da quinta-feira, onde adversários diretos como Vasco e Santos estarão em campo.

O Cruzeiro subiu para a 12ª colocação com 37 pontos, uma distância razoável da zona de rebaixamento, enquanto o Bahia se manteve no 14º lugar com 34, e volta a jogar fora de casa, de BH vai para São Paulo enfrentar o Palmeiras no Allianz Parque, outra partida complicada para os pupilos de Rogério Ceni, que fizeram nesta quarta-feira 25 a sua pior partida desde a chegada do novo professor.

Os gols do Cruzeiro foram marcados por Kanu (contra) ainda no primeiro tempo, Marlon e Bruno Rodrigues completaram o placar no segundo tempo. O próximo adversário do Cruzeiro será o Fortaleza, mas está adiado, o Fortaleza disputa o título da Sul-americana no final de semana.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 x 0 BAHIA

Data: Quarta, 25 de outubro de 2023

Série A – 29ª Rodada

Horário: 20h (horário de Brasília)

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte. Minas Gerais

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Assist. 1: Danilo Ricardo Simon Manis, (S.P) 

Assist. 2:  Eduardo Gonçalves da Cruz, (MS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS) 

Gols: Kanu (contra), Marlon e Bruno Rodrigues (Cruzeiro)

CRUZEIRO: Rafael Cabral, William, Neris, Luciano Castán e Marlon; Matheus Jussa, Machado (Ian Lucas), Lucas Silva e Matheus Pereira (Fernando Henrique); Rafael Elias e Bruno Rodrigues. Técnico: Zé Ricardo.

BAHIA: Marcos Felipe; Gilberto, Kanu, Raul Gustavo e Camilo Cándido (Matheus Bahia); Rezende, Yago Felipe (Acevedo), Thaciano (Lucas Mugni)e Cauly (Rafael Ratão); Biel (Ademir) e Everaldo. Técnico: Rogério Ceni.