Por Carlos Humberto
Luiz Adriano em Palmeiras x River Plate – Foto Marcos Ribolli-GE

Após campanha irreparável, o Palmeiras reservou para esta terça-feira 12, a sua apresentação mais dramática na temporada, e por pouco não jogou fora a classificação para a final da Copa Libertadores.

No Allianz Parque, passou sufoco nos dois tempos da partida diante de um River Plate gigante, e perdeu por 2 a 0, resultado que não refletiu o absoluto domínio dos argentinos.

Mesmo fazendo uma partida épica, o River não conseguiu reverter a vantagem palmeirense e só restou lamentar a eliminação da decisão da Libertadores 2020.

Respaldado pela ampla vantagem conquistada no jogo anterior, quando venceu o River por 3 a 0, o Palmeiras entrou em campo sabendo que o adversário precisava atacar e assim deixaria os espaços para o contra-ataque, que seriam usados como arma letal para repetir o triunfo do primeiro jogo.

Os palmeirenses, no entanto, não conseguiram sair da armadilha preparada pelo técnico Marcelo Gallardo e se transformou em presa fácil para o ímpeto dos argentinos que partiram para o combate e dominaram amplamente o time de Abel Ferreira, sem dar brecha em sua defesa.

No agregado, o Palmeiras venceu por 3 a 2 e vai para a final contra o vencedor de Santos e Boca Juniors, que se enfrentam nesta quarta-feira na Vila Belmiro, às 21h30.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras 0x2 River Plate
Copa Libertadores da América – Semifinal 1 – jogo de volta
Data: 12 de janeiro de 2021 (terça-feira)
Horário: 21h30
Local: Arena Allianz Parque, São Paulo
Arbitragem: Estevan Ostojich, Richard Trindad e Martin Soppi
Gols: Rojas (RIV), aos 29min e Borré (RIV), aos 44min do 1º tempo.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha (Kuscevic), Gustavo Gómez (Luan), Alan Empereur e Vinã; Gabriel Menino, Danilo (Raphael Veiga)e Zé Rafael (Emerson Santos); Rony, Luiz Adriano e Gustavo Scarpa (Breno Lopes). Técnico: Abel Ferreira

River Plate: Armani; Montiel; Rojas, Diáz, Pinola (Girotti) e Angileri (Casco); Nacho Fernández, Enzo Pérez e De La Cruz; Matías Suárez e Rafael Borré. Técnico: Marcelo Gallardo