Falôôô... A opinião de Jota Jota

Neste domingo 21, a partir das 16 horas, os dois Bahias estarão em campo para definirem de vez, quem será o campeão baiano da temporada, haja vista que não existe vantagens numéricas, apenas o direito de decidir em casa, para o Bahia da Capital, onde a Arena Fonte Nova, deverá receber um público, bem acima dos 26 mil pagantes.

Acreditamos ser um jogo sem prognóstico definido, muito embora o Bahia da capital tenha o favoritismo, apesar da campanha irregular, em termos de atuações, mas conseguiu chegar, mantendo suas tradições em chegar às finais.

Por outro lado, o Bahia de Feira, vem com um campeonato uniforme, atuando bem em todos os seus jogos, e chegando em primeiro na fase de classificação, tendo mostrado isso no primeiro jogo no Joia da Princesa.

Com a chegada do treinador Roger Machado, que está há menos de duas semanas no clube, o time do Bahia empatou duas, e venceu por goleada o Londrina no meio de semana, o que aumentou o ânimo de seus atletas, mais engajados para final, muito embora o conjunto ainda deixe a desejar, e o adversário em fase de remontagem do time, o Bahia foi sim soberano aos paranaenses, é preciso saber se as atuações, serão repetidas doravante, embora o seu torcedor esteja por demais confiante.

Como já sabemos, o Tremendão da Feira vem atuando muito bem, seu treinador Barbosinha esteve pessoalmente vendo o jogo de seu adversário pela Copa do Brasil e deve ter anotado direitinho, o que poderá ser utilizado a favor dos seus atletas no jogo de volta.

Em relação ao conjunto e forma de jogar, muito embora o Bahia de Feira, seja inferior a CRB e Londrina no elenco, os meninos da Feira de Santana, possuem um conjunto e tática melhor empregada, e em repetindo isso, será um novo osso duro de ser roído pelo homem de aço, ao mesmo tempo, temos que pensar na mística do Pânico, quando os times menores chegam na Arena Fonte Nova, com a casa superlotada, a mesma se apresenta, e tudo que fora consistente durante o certame, parece ir por terra, e a derrota se torna inevitável, mas isso, é mais uma premunição do futebol, que pode ou não acontecer, dependendo do dia.

Acredita-se que teremos um belo jogo de futebol, se também o nervosismo não tomar conta dos atletas, e se esquecerem de jogar futebol, partindo para a truculência, o que não será bom, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira, é pulso firme, e não tem compromisso nenhum com o futebol da Bahia, veio apenas para fazer o seu trabalho, que todos já conhecemos, pegar a diária e a cota, retornando para São Paulo.

Em uma análise pura e simples, com o crescimento do Bahia da Capital, e a performance do Bahia de Feira no campeonato, vai levantar a Taça, quem menos errar durante os 90 minutos, mais os acréscimos de jogo e do VAR, ou tiver melhor porcentagem na cobrança de pênaltis, se a decisão, ficar para esta modalidade de definição. Agora torcedor, é aguardar, porque no mundo da bola…

TUDO PODE ACONTECER. Então, de quem será o TÍTULO?

#PRONTOFALEI.