Ascom CESOL – Sheila Feitosa 

A Feira Artesanato da Bahia, realizada durante o último fim de semana, na Casa dos Artesãos de Juazeiro, foi marcada com muita criatividade, música, arte e brilho de artesãs e artesãos do território Sertão do São Francisco. O desfecho do evento, que aconteceu no último sábado (25), contou com um desfile cultural com as peças do artista plástico Gildemar Sena.

O público presente foi presenteado com toda a riqueza e criatividade das peças de Gildemar Sena, ou simplesmente Sr. Gil, como é conhecido em Uauá, cidade onde reside.  Gil é responsável pelo grupo Toque de Zabumba, empreendimento atendido pelo Centro Público de Economia Solidária Sertão do São Francisco, que tem ganhado visibilidade em todo o estado com desenhos temáticos produzidos mão, que retratam as vivências, a cultura e a tradição sertaneja.

Toque de Zabumba Confecções tem promovido a geração de renda e tem ganhado clientes em todo o estado com a produção de bolsas, camisas masculinas e femininas, saias, croppeds, macacões, macaquitos costurados em tecido de algodão cru. E toda beleza e gingado dos modelos ficou a cargo do projeto Afronte, grupo composto por integrantes de Juazeiro e Petrolina.

O projeto Afronte surgiu em 2018, com o propósito de promover o empoderamento e conscientização de negras e negros no Vale do São Francisco, por meio de encontros que refletem a respeito das questões raciais, além da valorizar e exaltar a beleza negra em ensaios fotográficos.

EMPREENDIMENTOS: Além de Toque de Zabumba, outros seis empreendimentos atendidos pelo Cesol-SSF, marcaram presença na Feira Artesanato da Bahia: Lírios do Vale de Sobradinho, Menina das Telhas, Couro Joaquim, Flor de Aranto, Preta Arte e Reino de Wakanda de Juazeiro. Também foi montado um estande de alimentos com os produtos da Economia Solidária do território Sertão do São Francisco.

“A parceria CESOL e Artesanato da Bahia veio no momento certo, diante do impacto do setor com a pandemia, as parcerias de instituições para promover o retorno das feiras, mesmo que de forma gradual, traz um fôlego aos artesãos através da comercialização. Como também, o Artesanato da Bahia, com sua expertise, traz aos empreendimentos atendidos pelo CESOL, o interesse em desenvolver as potencialidades do seu artesanato, trazendo assim uma maior viabilidade aos seus produtos”, afirmou a coordenadora do Cesol-SSF, Aline Craveiro.

ARTESANATO DA BAHIA: A Feira Artesanato da Bahia aconteceu nos dias 24 e 25 de setembro, uma iniciativa do Governo do Estado por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), em parceria com a Associação Fábrica Cultural com o Sebrae Bahia, Faeb/Senar, com o Centro Público de Economia Solidária do Sertão do São Francisco e com a Casa do Artesão, além do apoio da Prefeitura Municipal de Juazeiro.