Desfile de 7 de setembro desperta a identidade Juazeirense e emociona o público

0
177

Texto: Eneida Trindade / Fotos: Ayrton Latapiat, Edinázio Dias, Ícaro Alexandre, Luan Medrado – Ascom Seduc/PMJ

A população de Juazeiro ocupou a região central da cidade nesta quinta-feira (07) para comemorar os 201 anos da Independência do Brasil. Com o tema: “Juazeiro, no exercício do pertencer, vai-se aprender a cuidar: da criança, do moço, do velho e do lugar”, o tradicional desfile de 7 de setembro levou para as ruas 32 instituições, entre escolas, forças armadas e instituições filantrópicas.

A programação começou cedo, com o hasteamento das bandeiras, no Paço Municipal, em uma solenidade com a presença da prefeita Suzana Ramos, do presidente da Câmara Municipal Vereadores, o vereador Lindemberg Souza dos Santos, do comandante do Comando de Policiamento da Região Norte da Bahia (CPRN), coronel Valter Araújo, do representante do 9° Batalhão de Bombeiros Militares, subcomandante Major, João Daniel, do comandante da Capitania Fluvial de Juazeiro, capitão de corveta André Gonzaga Ribeiro, do comandante do 72° Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército em Petrolina, coronel Paulo Francisco Mateus de Oliveira, e do comandante da Força Aérea em Petrolina, capitão Fábio de Souza.

Em seguida, a prefeita Suzana Ramos partiu em carreata para a solenidade de revista às tropas e abriu oficialmente o desfile cívico-militar. “Minha palavra hoje é gratidão por ver tanta gente na rua, tanta gente feliz. O nosso tema esse ano fala do pertencimento à nossa cidade, de cuidar do que é nosso e festejar a independência do Brasil. É isso que estamos vendo na rua. Quero parabenizar toda a equipe da Prefeitura e todas as escolas que participaram. Elas fizeram um desfile lindo”, frisou a prefeita Suzana Ramos.

O secretário de Educação e Juventude, Wank Medrado, responsável pela pasta que coordena o desfile, também ressaltou a grandeza da cidade de Juazeiro. “Estamos celebrando a Independência do Brasil e lembrando que Juazeiro sempre teve protagonismo, sempre esteve à frente do seu tempo e, hoje, a prefeita Suzana Ramos chama a nossa atenção para que tenhamos uma noção muito clara do pertencimento que deve se desenvolver entre os habitantes da nossa Juazeiro e a sua própria terra. Ficamos orgulhosos em ver que dia após dia, esse sentimento vem reflorescendo no coração de cada Juazeirense”.

Aprovação do público

A cada instituição que chegava na Rua Aprígio Duarte (Orla I), a população vibrava e aplaudia. E a mesma empolgação do público foi registrada ao longo de todo o percurso do desfile, desde a concentração na Orla II, na Avenida Adolfo Viana, até a dispersão na Rua Oscar Ribeiro. “Incrível! Tudo maravilhoso, tudo lindo! Eu queria parabenizar a prefeita Suzana e toda prefeitura pela organização. Eu acho que foi um dos melhores anos que já vi, um desfile bem organizado e bem feito. Já estou pronto para os próximos”, pontuou o engenheiro ambiental Patrick Marinho.

Em casa, Valdir de Souza assistiu todo o desfile pela transmissão ao vivo da TV Escola e também aprovou o ato cívico. “Prestigiar o desfile de sete de setembro é algo que faço todos os anos. Especialmente neste, por motivo de força maior, não tive como prestigiar presencialmente. A transmissão ao vivo foi uma ótima alternativa, pois proporcionou a comodidade de assistir de casa e sem perder nenhuma apresentação”.

Estrutura

Já Davi do Nascimento Neto assistiu todo o desfile do camarote da acessibilidade, espaço que este ano foi ampliado para atender mais pessoas com deficiência. “Fico muito feliz que a Prefeitura de Juazeiro tenha pensado em nossa acomodação de forma tão humanizada, sensível, acolhedora e com estrutura adequada. Poder acompanhar o 7 de setembro, um dos festejos mais tradicionais da nossa cidade, com conforto e dignidade é muito gratificante”. Além de Davi, que é cadeirante, o camarote recebeu pessoas cegas, surdas, autistas, com baixa mobilidade e com deficiência intelectual.

A estrutura do evento incluiu, ainda, atendimento e orientações da equipe do Espaço Humanizar no circuito do desfile, pontos de apoio na Orla II, Orla I, na Av. Adolfo Viana (entrada da Rua da 28) e na Rua Orcar Ribeiro, banheiros químicos ao longo do percurso e telões de transmissão na Orla II e na Praça Dedé Caxias.

Destaques

Quem foi para a avenida nesta quinta-feira testemunhou momentos emocionantes, como a comemoração dos 70 anos do Colégio Estadual Rui Barbosa, que teve homenagem à professora Lucinha Sobreira e Hino dos 70 anos, com composição e performance da cantora Jaidete Varjão. Outro ponto alto foi o agradecimento do Movimento de Bandas e Fanfarras de Juazeiro à prefeita Suzana Ramos, pela valorização e reconhecimento do trabalho das fanfarras no município.

Para encerrar o desfile, o público foi surpreendido pelo retorno da Fanfarra de Inclusão Musical Paulo VI, desativada há seis anos. “A Fanfarra Paulo VI representou Juazeiro por muito tempo, conquistando diversos títulos, e hoje, para a gente, esse retorno representa um resgate da memória afetiva da cidade, além de poder contribuir com o desfile de Juazeiro, fomentando a cultura de forma educativa e artística. Foi um prazer enorme poder abrilhantar o desfile este ano”, disse Neto Santos, coreógrafo da Fanfarra Paulo.