Ascom PMSSE – por Gardência Garibalde 

DCIM101MEDIADJI_0398.JPG

Neste 22 de julho a comunidade do distrito do Piri, em Sento-Sé, celebra mais um ano de fundação. Com uma população estimada em 5 mil habitantes, uma extensão aproximada de 240 mil m² e distante da sede do município 63 Km, o distrito vem crescendo de forma ordenada graças aos investimentos implementados pela gestão municipal nos últimos anos, o que da a comunidade motivos para celebrar.

Intervenções como reforma de escola, entrega de ambulância, aumento do efetivo policial, envio de novos equipamentos para otimização dos atendimentos na Unidade Básica de Saúde (UBS), pavimentação do centro do povoado, deram ao distrito do Pirí uma cara nova e consequentemente melhores condições de vida a população.

A prefeita Ana Passos destaca que fazer parte da construção do desenvolvimento do Pirí é uma honra e acima de tudo uma responsabilidade. “Como cidadã Sentoseense, compartilho com alegria do mesmo sentimento que une a população na celebração dos 45 anos de fundação do Pirí. É um momento que reúne renovação de esperanças e disposição para trabalharmos ainda mais para cuidarmos do nosso povo. Parabéns ao Pirí pelo 45° aniversário, e parabéns ao povo do Piri por contribuir na sua construção”, destaca a prefeita, Ana Passos.

Para o professor e morador do distrito há mais de 40 anos, Izamar Reis, hoje o Distrito do Pirí vive um novo momento, e foi a partir dos investimentos da gestão municipal em infraestrutura, que o distrito ganhou modificações estéticas, geração de emprego e outras melhorias. “É um momento de felicidade e gratidão, comemorar o aniversário de uma comunidade acolhedora, forte na agricultura e em pleno crescimento, isso mostra que o lugar é bom pra se viver. Todas essas melhorias elevam a autoestima da população e isso nos dá um grande reconhecimento a gestão por todos os benefícios adquiridos na nossa comunidade”, explica o professor.

Marcado também por uma forte riqueza cultural o distrito Pirí tem como destaque desse legado a tradicional Festa do Vaqueiro, que sempre acontece nada data de aniversário do distrito. Criada há mais de 40 anos pelos padres missionários no período das santas missões no antigo Pirí, a festa é uma das mais bonitas e esperada por toda redondeza, pois além de reunir família e amigos e tornar o Pirí um lugar de destaque no cenário turístico, traz os vaqueiros que nas primeiras horas do dia concentram-se na entrada da cidade todos caracterizados recepcionando os vaqueiros que chegam das cidades vizinhas montados em seus cavalos para desfilarem pelas ruas da comunidade entoando toadas até chegar à igreja. No final do dia todos acompanham a procissão levando sempre a imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, e a santa missa aos pés da Santa Cruz, momento de graça e bênção para a comunidade e vaqueiros. Este ano a festa não acontece, devido a pandemia, somente a procissão, a partir das 16h30, em formato de carreata, contando com a participação de apenas um vaqueiro.

Pirí – Segundo a versão eletrônica do novo Dicionário Aurélio (2006), a etimologia da palavra Pirí é de origem Tupi e significa junco, que por sua vez trata-se de uma espécie da família das ciperáceas, que cresce nos terrenos pantanosos, e da qual se fazem esteiras. O distrito está localizado a margem esquerda do lago de sobradinho, e foi em 1976 que essa terra que hoje é uma grande importadora de cebola, peixe e melancia, começou a receber seus primeiros moradores, que construíram suas casas ainda em taipa.