Da Redação – por Carlos Humberto

O Bahia resistiu à pressão do Massa Bruta e em jogo de muita intensidade, empatou fora de casa, em 3 a 3, em partida válida pela segunda rodada do Brasileiro da Série A. Para o Tricolor, o resultado manteve o tabu de nunca vencer o Bragantino no terreiro adversário.

O confronto começou a mil e com um minuto de bola rolando foi necessário a intervenção do VAR para anular o gol de Artur para o Bragantino. As câmaras flagraram falta no início da jogada.

Se o Bragantino tinha mais posse de bola, o Esquadrão era mais objetivo e saiu na frente com gols do artilheiro Gilberto, aos 15 e aos 18 minutos. Para confirmar a lei do ex, Artur diminuiu aos 21 para o time da casa, placar do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Bragantino continuou pressionando e aos 4 minutos o zagueiro Luan Cândido empatou o duelo. No mesmo ritmo, a virada veio aos 22, através de Cuelo, em belo chute de longe, no ângulo. Mostrando que não estava batido, o Bahia foi em busca do empate e recebendo passe de Gilberto, o volante Jonas, também de fora da área, acertou o gol, definindo o resultado em 3 a 3, digno de um grande jogo.

Pelo lado Tricolor, o aniversariante Gilberto, que completou 32 anos, foi o destaque. Além de marcar dois gols, fez a assistência para Jonas empatar a partida.

Pelo Brasileiro, o Bahia volta a campo no próximo domingo, quando recebe o Internacional, em Pituaçu, às 18h30. No mesmo dia, às 16 horas, o Bragantino recebe o Fluminense no Nabi Abi Chedid, o mesmo adversário da Copa do Brasil no meio de semana.

Antes, pela Copa do Brasil, as duas equipes têm jogos decisivos na quarta-feira, dia 9. O Bahia, que venceu o jogo de ida, recebe o Vila Nova em Pituaçu, às 19 horas, enquanto o Massa Bruta recebe o Fluminense no Nabizão, às 21 horas, tentando reverter a derrota sofrida no primeiro jogo da decisão.

FICHA TÉCNICA

Bragantino 3×3 Bahia

Campeonato Brasileiro Série A – 2ª rodada

Data; 5 de junho de 2021, sábado

Horário: 21 horas

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista-SP

Arbitragem: Vinicius Gomes do Amaral (RS), Rafael da Silva Alves (Fifa – RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)

Gols: Gilberto, aos 15 e aos 18; Artur, aos 21min do 1º tempo. Luan Cândido, aos 4; Cuello, aos 22; Jonas, aos 40min do 2º tempo

Red Bull Bragantino: Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Jadson (Eric Ramirez), Evangelista e Pedrinho; Artur, Ytalo e Cuello. Técnico: Maurício Barbieri.

Bahia: Mateus Claus, Renan Guedes, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick de Lucca (Lucas Araújo), Matheus Galdezani (Jonas) e Thaciano (Óscar Ruiz); Rodriguinho (Alesson), Rossi (Maycon Douglas) e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.