Estádio de Pituaçu segue recebendo cuidados especiais em seu gramado durante breve pausa de jogos 

Manutenção refinada durante os próximos 18 dias irá garantir a qualidade já referendada pelo mundo do futebol 

Após uma agenda extensa de jogos desde julho, o Estádio de Pituaçu, em Salvador, terá uma pausa de 18 dias sem jogos dos mandantes Bahia e Jacuipense pelo Campeonato Brasileiro das séries A e C, respectivamente. O período sem a bolar rolar vai ajudar na manutenção mais refinada do gramado, sem o atrito das pisadas dos jogadores.  

O engenheiro agrônomo Wellington Urcelino, funcionário da empresa Greenleaf, contratada pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), para cuidar do campo, disse que o Estádio de Pituaçu tem fatores fisiológicos que contribuem para que seja um dos melhores gramados do país.

“Diferente das arenas, como a Fonte Nova e Maracanã, o Estádio de Pituaçu tem uma infraestrutura que favorece a entrada de luz solar. As novas arenas têm coberturas, o que atrapalha a incidência do sol em todo o gramado. Nesses casos, a gente utiliza iluminação suplementar, mas não tem a mesma eficiência da luz natural”, disse.

Drenagem – Segundo Urcelino, mesmo com as intensas chuvas que caíram na capital neste inverno, o campo tem suportado bem a quantidade de água no solo. “O sistema de drenagem utilizado no estádio garante a boa manutenção, que é feita de forma preventiva. Fazemos sempre a adubação, poda, furo no campo com areia, além de ataques com fertilizantes para a proteção contra pragas”. Com essa pausa de jogos, vamos fazer uma manutenção mais manual e refinada. É só manter que o campo vai respondendo bem”, garantiu o engenheiro.

Não é à toa que o gramado do Estádio de Pituaçu segue recebendo elogios do mundo do futebol, ao contrário do que ocorre com o famoso Estádio do Maracanã (RJ), que tem sido alvo de duras críticas de dirigentes, jogadores e até da imprensa, tendo sido, recentemente, apelidado de ‘pasto’. Nesta semana, o estádio que atende ao Flamengo e ao Fluminense iniciou um processo de troca da grama.

Em Pituaçu, a bola só volta a rolar no próximo dia 03 de outubro, às 19h, quando o Tricolor de Aço enfrenta o Sport (PE), pelo Brasileirão. A partida da Jacuipense, pela série C, será no dia 05 de outubro, às 20h, quando recebe o Vila Nova (GO).  

Ascom Sudesb – Marcus Carneiro DRT 3614