ASCOM PMJ 

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), esclarece à população que ao contrário do que foi divulgado por um blog local, a rede hospitalar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) não correm risco de suspender o atendimento por falta de oxigênio. A informação não procede e nunca houve desabastecimento.

O abastecimento em toda rede hospitalar é feito uma vez por semana. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) está com o tanque e os cilindros de oxigênio abastecidos regularmente. No Hospital de Campanha, que atende exclusivamente pacientes da Covid-19 e podem precisar de suporte ventilatório, não faltou oxigênio em nenhum momento. Lamentamos a divulgação de informações incorretas, que têm contribuído apenas para desenformar e levar pânico à população. A Prefeitura de Juazeiro trabalha com transparência em todos os serviços. A saúde é um compromisso com as vidas dos juazeirenses e é tratada com toda a responsabilidade pela gestão”, frisa o secretário de Saúde, Fernando Costa.

O diretor geral da UPA, Régio Cunha, também lamenta a divulgação de fake news. “A UPA é uma unidade hospitalar de urgência e emergência e não pode ficar sem oxigênio. O nosso compromisso é com a vida dos pacientes. Quem afirma o contrário, não tem esse compromisso”, frisou o diretor.

A Secretaria de Saúde de Juazeiro monitora toda a rede hospitalar para que não faltem medicamentos e insumos. Nesta quarta-feira (10), a sala vermelha da UPA tem 02 pacientes entubados recebendo suporte de oxigênio. No Hospital de Campanha, um paciente está recebendo suporte ventilatório. Outros 04 pacientes estão ocupando leitos intermediários porque são casos leves de Covid-19.

No Hospital de Campanha oxigênio é medicação que salva vidas. Nunca faltou”, garante o diretor médico da UPA e HC, Allan Diêgo da Costa.

Medicamentos

As duas unidades de saúde que atendem urgência e Covid-19 são abastecidas de medicamentos e insumos toda semana, a partir da demanda dos hospitais, que encaminham as planilhas para a Central de Abastecimento Farmacêutico do município.

Samu

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) faz atendimento de urgência e precisa de oxigênio dentro das ambulâncias que resgatam os pacientes. Em Juazeiro o insumo nunca faltou.

Tanto as unidades de suporte avançado como as de suporte básico têm um torpedo de oxigênio em cada veículo. Fizemos esse abastecimento esta semana normalmente. E hoje está previsto um novo abastecimento. O Samu nunca ficou sem oxigênio”, afirmou o diretor do Samu, Franclen Rusvell de Carvalho.