Falôôô… A opinião de Jota Jota: ‘Sem comparações’

Jota Jota

Não seria de bom senso, perante aos torcedores de Bahia e Vitória, que em nossa análise sobre as administrações dos dois maiores clubes da Bahia, pudéssemos compara-las, mesmo porque as atitudes dos antecessores, foram bem diferentes, e cada qual, seguiu seu caminho com as dificuldades e trabalhos totalmente diversificados e situações divergentes.

Mas é bom que se saliente, que Guilherme Bellintane, apesar de que não fora bem, em se tratando de conquistas no futebol, soube sim administrar o clube, fortalecendo-o para campanhas futuras, com uma solidez que vai permitir com calma voos mais altos, em busca dos objetivos que o torcedor do Bahia espera, principalmente depois de muitos anos da conquista do título nacional. Já em 2020, os dois tropeços iniciais, complicaram um pouco a tranquilidade, que vinha reinando no clube.

Por outro lado, Paulo Carneiro, que chegou entre tapas e beijos, no pior momento do Vitoria, tanto no futebol, como financeiramente, conseguiu aos trancos e barrancos, e com sua expertise, evitar o que seria pior, o rebaixamento para a série C. O administrador e seus apoiadores, conseguiram o que quase todos nós, na altura do campeonato, achávamos quase que impossível, mas ele fez, e começou o ano, com pés plantados, com time dentro do orçamento do clube, pelos recursos conseguidos, e supera as campanhas não só as iniciais, mas todas de 2016/17/18 e 19.

As ações administrativas de ambos precisam serem exaltadas, o Bahia já voa em céu de brigadeiro, e o Vitoria retirou a Fênix do chão, e começa ganhar altitude. Como já pude afirmar em outras oportunidades, fora de campo, e do setor administrativo, conseguimos achar soluções para todos os problemas, o que é apenas teoria, na prática as coisas são completamente diferentes, nem tudo que reluz, é ouro. A verdade é que Carneiro e Bellintane, estão dando o máximo de si, na tentativa de fazerem para os dois clubes o melhor.

É sim começo de temporada, nem tudo que se planejou, e objetivou, vai ser conseguido a toque de caixa, os projetos e ações, podem demorar um tempo, mesmo que as buscas sejam constantes, os obstáculos nos caminhos, precisam ser cautelosamente transpostos, para que não se cometa erros irrecuperáveis.

A esperança do desportista baiano, é de que as duas agremiações, consigam alcançar e conquistar, todos os desejos de seus torcedores, amenizando as decepções de 2019, quando o Vitoria não subiu, e o Bahia, que deu esperanças de libertadores, tropeçaram e não conseguiram chegar lá. Nesta temporada, as coisas mudaram, e o trabalho de Paulo Carneiro e Guilherme Bellintani, precisam ser apoiados pelos torcedores, mesmo aqueles que são contra isso, ou aquilo, já que não existe unanimidade nas ideias, é preciso existir a vontade de conquistas.

#PRONTOFALEI.