Fla-Flu de portões fechados decide título da Taça Rio nesta quarta 8

Por Carlos Humberto
Carlos Humberto

Seja na voz do torcedor ou nas frases antológicas de Nelson Rodrigues, o clássico Fla-Flu está entre os maiores do futebol mundial. Desde o primeiro confronto, realizado no longínquo 7 de julho de 1912, o confronto esportivo enriquece a literatura e povoa o imaginário de rubro-negros e tricolores, cada um com seu Fla-Flu inesquecível.

Nos 108 anos de história, passando do Fla-Flu da Lagoa, em 1941, ao gol de barriga de Renato Gaúcho*, em 1995, ganhou adjetivos superlativos e bravatas que se perpetuaram, ilustrando a rica história do chamado Clássico das Multidões.

Para quem não lembra, o Fla-Flu da Lagoa terminou empatado em 2 a 2, gols de Pirilo para o Flamengo e Pedro Amorim e Russo, para o Fluminense. No Fla-Flu do gol de barriga, o Fluminense venceu por 3 a 2. Renato (2) e Leonardo, fizeram os gols do Flu, e Marquinhos e Romário descontaram para o Fla. O gol de barriga atribuído a Renato Gaúcho, no entanto, está na súmula assinada pelo árbitro Léo Feldman como de autoria de Ailton*. Essa é outra polêmica que merece um bom debate.

Nesta quarta-feira 8, a dupla decide o título da Taça Rio, equivalente ao segundo turno do campeonato carioca. Uma vitória do Fla representa o título de campeão estadual, por ter conquistado o primeiro turno – Taça Guanabara. Um triunfo do Flu, obriga a outra decisão entre os dois rivais para estabelecer o campeão estadual.

A ironia, é que para o duelo que já quebrou recordes de público no Estádio do Maracanã, a presença dos torcedores não será permitida, vez que a praça esportiva não abrirá seus portões, por determinação das autoridades sanitárias do Rio de Janeiro, devido a pandemia do novo coronavírus.

Dentro do novo normal dos tempos excepcionais que vivemos, pela primeira vez o consagrado clássico será mais um a entrar para o folclore do futebol, ao ser disputado com arquibancadas vazias e sem a costumeira transmissão da televisão.

Números e curiosidades do clássico

Flamengo e Fluminense duelaram em 425 oportunidades, com a equipe da Gávea tendo uma ligeira vantagem sobre o rival: foram 155 vitórias, 138 empates e 132 derrotas. Além de ter marcado 615 gols e sofrido 559.

O Fluminense é o adversário que detém mais vitórias sobre o Flamengo em decisões do Campeonato Carioca, tendo-se sagrado campeão em 8 ocasiões: 1919, 1936, 1941, 1969, 1973, 1983, 1984 e 1995. O Flamengo foi campeão estadual sobre o Fluminense nas edições de 1963, 1972, 1991 e 2017.