Flamengo bate Internacional e abre vantagem pela Libertadores

Com Tite na plateia, Bruno Henrique desequilibra e marca os gols do triunfo rubro-negro

Flamengo abriu boa vantagem na busca por um lugar na semifinal da Libertadores ao vencer por 2 a 0 o Internacional, nesta quarta-feira, no Maracanã. Sob os olhos de Tite, presente nas tribunas do estádio, o convocado Bruno Henrique foi o autor dos gols da vitória rubro-negra.

A fase de Bruno Henrique segue espetacular. Convocado por Tite para a Seleção e decisivo no último clássico contra o Vasco, o atacante encheu de alegria a torcida do Flamengo que lotou o Maracanã nesta quarta-feira. Com dois gols no segundo tempo, ele foi fundamental para que a equipe vencesse o Internacional por 2 a 0 e construísse ótima vantagem nas quartas de final da Libertadores. Na volta, na próxima semana, no Beira-Rio, os rubro-negros podem até perder por um gol de diferença para avançar à semifinal.

Os donos da casa dominaram grande parte do confronto, mas sofreram com a boa marcação do Internacional. No entanto, no segundo tempo, o Flamengo conseguiu passar pela retranca gaúcha para marcar duas vezes, com Bruno Henrique.

Neste domingo (25) as equipes viram a chave e atuam pelo Campeonato Brasileiro como visitantes. O Rubro-negro encara o Ceará, às 19h, em Fortaleza (CE), e o Colorado pega o Goiás, às 16h, em Goiânia (GO).

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 0 INTERNACIONAL

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de agosto de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Claudio Rios (Chile)
Renda: R$ 4.758.998,75
Público: 60.797 pagantes
Cartões amarelos: Willian Arão e Rafinha (Flamengo); Guerrero e Patrick (Internacional)
GOLS: Bruno Henrique, aos 29 e 33min do segundo tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Éverton Ribeiro (Berrío) e De Arrascaeta (Gerson); Bruno Henrique (Piris da Motta) e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba, Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel, Rodrigo Lindoso, Edenílson (Guilherme Parede), D´Alessandro (Nico López) e Patrick, Rafael Sóbis (Wellington Silva) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellman

Credito: Gazeta Esportiva e Globo Esporte