Futebol Solidário: Dez gols em campo e corrente de apoio aos gaúchos

0
90
Ronaldinho Gaúcho foi uma das estrelas do evento no Maracanã (Foto Rafael Ribeiro/CBF)

Crédito: Assessoria CBF

CBF compra 10 mil ingressos para ajudar na arrecadação do jogo beneficente; presidente Ednaldo Rodrigues, técnico Dorival Júnior e coordenador das Seleções, Rodrigo Caetano, participaram da ação

O torcedor saiu satisfeito neste domingo (26) do Maracanã. Mais de 30 mil pessoas contribuiram com a campanha em prol das vítimas das fortes chuvas no Rio Grande do Sul e assistiram a um espetáculo comandado por Ronaldinho Gaúcho em campo. O Futebol Solidário terminou empatado em 5 a 5. Ronaldinho fez dois belos gols e saiu ovacionado do tradicional estádio. Ele foi aplaudido por torcedores de todos os clubes, que dividiram a arquibancada para acompanhar o amistoso beneficente.

O presidente da CBF Ednaldo Rodrigues marcou presença (Foto Rfael Ribeiro/CBF)

“É um prazer estar junto ao povo carioca, que sempre me abraçou. Não tenho nem palavras. Sempre especial estar com os amigos, bater uma bola diante desse público no Maracanã. E por uma causa nobre”, disse Ronaldinho. 

O jogo contou com a participação de uma série de ex-atletas e celebridades. Ludmilla, Adriano Imperador, Diego Ribas e Ronaldinho (duas vezes) marcaram para o Time União. Nenê, D’Alessandro, Cafu, MC Poze e Amaral fizeram os gols do Time Esperança.

Além de ser parceira na organização da partida, a CBF comprou 10 mil ingressos para ajudar na arrecadação do jogo. Ao todo, 32 mil pessoas estiveram no Maracanã e 42 mil ingressos foram comercializados com a doação da CBF. Todo valor arrecadado com a bilheteria foi doado para a Cufa (Central Única de Favelas). Globo, Flamengo, Jogo das Estrelas e Prefeitura do Rio também participaram da organização do amistoso beneficente.

“A CBF sempre apoia causas nobres como essa. No começo do mês, fizemos uma campanha de arrecadação para ajudar o povo gaúcho. Agora, fomos parceiros na organização do Jogo Solidário. O Maracanã recebeu uma bela festa do futebol e fez uma corrente de esperança e solidariedade ao povo gaúcho, que sofre neste momento de dor”, disse o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA AQUI