Da Redação - Foto: Globoesporte.com

A partida entre Goiás e São Paulo, válida pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020 não foi realizada. Prevista para 16 desse domingo (8), o jogo foi adiado após uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Horas antes do jogo 10 atletas do Goiás testaram positivo para covid-19. O Esmeraldino acionou o STJD, solicitando o adiamento do duelo. Contudo, uma decisão somente foi tomada minutos antes do pontapé inicial.

As equipes foram até o estádio, o elenco São Paulo chegou a entrar em campo, mas a bola não rolou. Situação semelhante deveria ter acontecido na Série B, quando 9 jogadores do CSA positivaram, mas mesmo assim a CBF obrigou a ter a partida.

Falha da CBF

O resultado dos testes da covid-19 somente foram liberados nessa manhã, após um erro no laboratório credenciado pela CBF. Mesmo tendo responsabilidade na situação, a Confederação optou por esperar o STJD até tomar uma medida.

Em nota, o STJD explicou a situação:

“De ordem do Dr. Auditor Presidente, Otávio Noronha, deste Superior Tribunal de Justiça, referente a Medida Inominada sob nº 096/2020 tendo como Requente Goiás E.C. e Requerido, Confederação Brasileiro de Futebol , informo que através de despacho, foi DEFERIDA A LIMINAR REQUERIDA pelo Goiás E.C., sendo adiada a partida agendada para esta data , dia 09 de agosto entre as equipes do Goiás E.C. x São Paulo F.C., na cidade de Goiânia/GO, no Estádio Hailé Pinheiro.

Informo outrossim, que o despacho será encaminhado posteriormente na integra”.