Por Tony Martins
Hailton-homenagem-19082021-Foto-CarlosHumberto-AgênciaCH

Conheci HAILTON quando ainda era um garoto, em 1991, atuando no juvenil do Carranca dirigido por Zé Mendes que disputava o Campeonato Juazeirense da categoria. Naquele período ainda não havia equipes profissionais na cidade, por isso Hailton passou por várias equipes amadoras da cidade, entre elas Olaria e Barro Vermelho.

Mas, notamente, foi a partir de 1995, quando o Juazeiro Social Clube se profissionalizou, que o atacante Hailton se notabilizou como um grande atacante. Pelo Juazeiro, fez muitos gols, ninguém marcou tanto quanto ele atuando por aquela equipe. Existe uma fonte que revela que ele marcou 104 gols, mas, faz-se necessário confirmação.

Narrei os três primeiros gols de HAILTON, exatamente no dia 16 de agosto de 1995, quando o Juazeiro Social Clube estreou na segunda divisão do Campeonato Baiano, sendo que o atacante fez os gols do time no triunfo diante do Estrela de Março, de Salvador por três a zero, no estádio Adauto Moraes. Daquele dia em diante, Hailton foi um atacante implacável para seus adversários, atuando pelo Juazeiro Social Clube, embora tenha atuado por outras equipes.

Quanto mais difícil o adversário, melhor para Hailton. Isso ficou evidenciado em 2001, no Campeonato Baiano. Na semifinal contra o Vitória o Juazeiro venceu por dois a zero no primeiro jogo com dois gols de Hailton, no jogo de volta no Barradão o Juazeiro venceu o rubro negro por um a zero, gol de Hailton e o time da Terra das Carrancas foi para a final. Na decisão contra o Bahia, o Juazeiro perdeu o título, porém, ele fez dois gols.

Hailton, em seu tempo, defendendo o Juazeiro Social Clube, foi, sem dúvidas, um grande atacante e o maior artilheiro da história do clube.