Da Redação - Foto: Jeff Chiu/AP

O norte-americano Christina Coleman, atualmente o homem mais rápido do mundo no atletismo, foi suspenso por dois anos. Coleman não foi pego em nenhum exame antidoping, contudo, faltou a três testes no período de um ano.

A prática configura doping e agora ele deverá cumprir um gancho de dois anos. Dessa forma, Coleman está fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para 2021. O norte-americano pode recorrer.

Coleman tem 24 anos e sua punição começa a contar do dia 14 de maio desse ano. Se conseguir reverter a punição, ele estará em Tóquio.