Igrejas voltam a funcionar com 50% da capacidade e feriados são suspensos para retomada da economia em Petrolina

Ascom / PMP
Catedral de Petrolina (Foto: Jonas Santos)

A partir de segunda-feira, 1º de junho, os templos e igrejas de Petrolina podem voltar a realizar celebrações religiosas. O decreto municipal publicado na última sexta-feira (29) prevê, contudo, restrições para o funcionamento, devido à necessidade de adotar medidas de prevenção ao novo coronavírus. Entre elas, destaca-se que a taxa de ocupação não poderá ultrapassar 50% do limite máximo permitido no ambiente, considerando a área constante no alvará de funcionamento.

Os templos religiosos e igrejas também devem ter os assentos bloqueados ou distanciados, de forma que os indivíduos se posicionem a, no mínimo, 2 metros uns dos outros. O decreto também recomenda a não formação de grupos, rodas de conversas e evitar “dar às mãos”. Também são protocolos obrigatórios o reforço na higienização do ambiente e o uso de máscaras no local.

Outra medida que deve ser adotada é a disponibilização de álcool gel 70% ou preparações antissépticas ou sanitizantes de efeito similar para o público, em locais estratégicos e de fácil acesso, como entrada, saída, corredores, etc. Além disso, devem ser fixados em locais visíveis cartazes informativos com orientações sobre a necessidade de higienização das mãos, uso de máscara, distanciamento entre as pessoas, limpeza de superfícies, ventilação e limpeza dos ambientes.

Feriados

Tendo em vista o longo período de fechamento dos diversos segmentos, ficam suspensos o feriado do dia 11 de junho (Corpus Christi) e o feriado do dia 24 de junho (São João). A medida considera a necessidade de incentivar a retomada da economia do município.

Outros detalhes sobre o plano de reabertura da administração pública municipal, estão disponíveis no Diário Oficial Eletrônico do Município do dia 29 de maio, que pode ser acessado no link: http://petrolina.pe.gov.br/diario-oficial/ .