Da Redação - Foto/capa: Pietro Carpri/ECV
Vitória perde para o América-MG no Barradão em 06.out.2020 (Foto: Pietro Carpi/ECV/Divulgação)

Sem conseguir repetir o bom desempenho do início da competição, o Vitória perdeu no Barradão para o América Mineiro, por 2 a 1, e completa três jogos sem conquistar um triunfo na Série B do Brasileiro, a segunda derrota seguida em seu campo.

O Coelho do técnico Lisca construiu o resultado ainda no primeiro tempo, com gols de Ademir e Felipe Azevedo, aos 6 e aos 26 minutos, respectivamente. Embora tenha finalizado mais vezes, o Leão só diminuiu aos 33 minutos do segundo tempo, quando Carleto converteu pênalti chutando forte no canto do goleiro Matheus.

O time rubro-negro da Bahia voltou a apresentar instabilidade em todos os setores, principalmente na criação pouco inspirada, que deixa carente o poder ofensivo da equipe, principalmente quando Léo Ceará não está em campo.

Pontuação

Com os três pontos somados, o América subiu para a 5ª colocação, com 23 pontos, flertando com o G-4, enquanto o Vitória caiu para a 10ª posição, com 18 pontos.

Próximos jogos

Pela 15ª rodada, o Vitória volta a campo neste sábado (10), contra o Avaí. A partida acontece no Barradão, às 16 horas. Na sexta-feira (9), o América recebe o Náutico, no Estádio Independência, às 19h15.

FICHA TÉCNICA
Vitória 1 x 2 América-MG
Campeonato Brasileiro – Série B – 14ª rodada
Data: 06 de outubro de 2020 (terça-feira)
Horário: 19h15
Local: Estádio Manoel Barradas (Salvador-BA)
Gol do Vitória: Carleto, aos 33’ do 2º tempo, de pênalti
Gols do América: Ademir, aos 6’ e Felipe Azevedo, aos 26’ do 1º tempo
Arbitragem: Andrey da Silva E. Silva (PA), Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Bárbara Roberta da Costa Loiola (PA)

Vitória: Ronaldo; Jonathan Bocão, João Victor, Wallace e Carleto; Guilherme Rend (Lucas Cândido), Fernando Neto, Alisson Farias (Vico) e Ewandro (Dudu); Marcelinho (Juninho Quixadá) e Junior Viçosa (Caicedo). Técnico: Bruno Pivetti

América: Matheus Cabichioli; Daniel Borges, Messias, Anderson e Sávio; Zé Ricardo, Felipe Azevedo (Thalys), Juninho (Geovane) e Ademir (Felipe Augusto); Léo Passos (Vitão) e Alê. Técnico: Lisca