Da Redação – Jota Jota

A equipe de Riachão do Jacuipe jogou um bom futebol, mas foi eliminada pela Ponte Preta de Campinas, por um tento a zero gol de pênalti cometido a 9 minutos da etapa final e cobrado por Maurício. O Jacuipense esteve bem melhor em todo decorrer da partida, mas não conseguiu encontrar o caminho do gol.

Os baianos deixaram o campo reclamando muito da arbitragem pela não marcação de um pênalti claro que a arbitragem caseira paulista fez vistas grossas, o mesmo caso do gol de empate da Votuporanguenses contra o Bahia, mas os meninos do Jacuipense deixam a competição de cabeça erguida pelo que conseguiram.

CANAÃ.

Primeiro colocado do grupo 31, a equipe do Canaã que faz a melhor campanha dos baianos até o momento, entra em campo nesta quinta-feira 13, para decidir a sua permanência ou não na competição, enfrentando o Real Brasília às 15 horas, jogando na capital paulista.

Em se classificando, o Canaã fará uma das melhores campanhas de times do interior da Bahia na Copinha São Paulo, e pelo que vem jogando deixa no torcedor baiano um ponta de esperança na classificação para a fase de número 3.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here