Jesus leva gancho de dois meses após expulsão na final da Copa América

A Conmebol divulgou hoje (7) que o atacante da seleção brasileira, Gabriel Jesus recebeu punição de dois meses. O gancho se refere a expulsão na final da Copa América, entre Brasil e Peru, no último dia 7 de julho.

Jesus foi expulso após levar segundo amarelo e deixou o campo irritado, tendo socado a cabine onde fica o monitor do recurso de árbitro de vídeo, o VAR. Além de não poder atuar pela seleção brasileira pelos próximos dois meses, o atleta terá também que pagar multa de 30 mil dólares (R$ 119,4 mil).

Segundo a Conmebol, Jesus pode recorrer em até sete dias. A justificativa para a punição é a de que o atacante descumpriu os artigos 7.1 e 7.2 do Regulamento Disciplinar, que são:

– As associações, os clubes e seus jogadores, os oficiais, os oficiais de jogo e demais membros deveram atuar em todo momento com respeito e estrita observância aos princípios de lealdade, integridade e desportividade.

– b) Comportar-se de maneira ofensiva, insultante ou realizar manifestações difamatórias de qualquer índole.

– c) Violar as pautas mínimas do que se há de considerar como um comportamento aceitável no âmbito do esporte e do futebol organizado.

– d) Insultar de qualquer maneira e por qualquer meio a Conmebol, seus oficiais, suas autoridades, etc.

– f) Comportar-se de tal maneira que o futebol como esporte em geral e a Conmebol em particular, possam se ver desacreditados como consequência deste comportamento.