Com licença, me concedam um à parte

Por Jota Jota
Jota Jota

Se estes políticos e politiqueiros, que perdem seu tempo buscando vantagens e alicerce para os seus próprios umbigos, fossem um pouco mais seres humanos, estariam agindo de forma totalmente diferente, diante dos problemas da saúde nacional e mundial que atinge as pessoas.

Falam, escrevem, fazem fake e nem sabem por onde passa este vírus traiçoeiro e invisível, um verdadeiro assassino em série, que ganhou o nome de Covid-19? Venham para o leito de um hospital, sofram o que nós, os infectados, estamos sofrendo, uns com a sorte de criar anticorpos, outros descendo as valas dos cemitérios sem despedidas. Fiquem uma noite na enfermaria, e ouçam os gritos de socorro.

Parem de fazer política barata e sórdida, e ocupem seus tempos com o que possa valer a pena, o combate ao vírus. Não produzindo fake News já é de grande ajuda.

Cobram ações dos poderes públicos, que até poderiam fazer mais, minha ótica também era essa. Mas vejam, só na enfermaria 17 do Hospital Ernesto Simões, em Salvador, são cerca de 50 pacientes, que tem sinais vitais aferidos quatro ou mais vezes ao dia. Para glicemia, são 200 fitas/dia; o nosocômio, tem 20 enfermarias, mais sala amarela, vermelha e as UTIs.

Eu falei de fitas, e os demais medicamentos? É necessário muito dinheiro, sim, mas cabe aos administradores solucionarem. Mas, não seria melhor ajudar intervindo do que cobrando apenas? Ou só se darão conta, depois de infectados assim como eu.

Sem contar as agressões gratuitas e absurdas a estes monstros da área de saúde, expostos na linha de frente. Passam dias e noites com todo tipo de situações, até serem agredidos por pacientes. Isso eu vi.

Não tenho partido e respeito os verdadeiros políticos. Sou apenas um cidadão que pede apenas que os nossos representantes trabalhem porque o meu país precisa melhorar e muito, para ser melhor do que é agora.

Acredito que uma boa causa está na saúde, que vive momento delicado. Peço que evitem os conflitos e dialoguem em busca da cura.

Essa é a minha visão, internado há mais de 10 dias à espera da cura.

José Georgides da Silva (Jota Jota)

Vítima do Covid-19