Palmas para o competente Jacuipense

Por Jota Jota
Jota Jota

Mais uma vez o Jacuipense sai de seus domínios e vai cumprir outra rodada da série C. Desta feita o Bode jogou em Recife, quando enfrentou e empatou com o líder Santa Cruz por 3 a 3, e poderia ter vencido a partida, se  mais uma vez não fosse lesado pela arbitragem, tal como ocorrera em Campina Grande na Paraíba. No primeiro tempo, quando já vencia por 1 a 0, Dinei fora escandalosamente derrubado na área, e os sopradores caseiros de apito deram apenas o tiro de meta. Se faz o 2 a 0, a história do jogo poderia ter sido bem diferente e a favor do Jacuipense

Sem apoio

De há muito, mas há muito tempo mesmo, venho dizendo que os clubes do interior da Bahia, estão abandonados à sua própria competência e sorte, já que não existe uma representatividade em seus jogos, nem dentro e ou fora de casa. Novamente em Recife, como em Campina Grande, não havia acompanhando seu filiado, nenhum representante da Federação Baiana de Futebol. Os times estão só, triunfando apenas por suas competências, e é assim também na série D, e olhe que na B também não acompanham o Vitoria.

E o Bode é um exemplo dos clubes que vem se virando mesmo sem que a FBF se manifeste, e vai somando seus pontinhos e colocando a cabeça de fora, no sentido de classificar-se para a fase seguinte. Após o jogo, gentilmente o treinador Jonilson Veloso nos atendeu, e falou da atuação do seu time e lamentou novamente os erros de arbitragem que vem tirando pontos preciosos do seu time, e deixando o elenco super nervoso em campo, vendo que um trabalho árduo da semana, é destroçado por incompetência dos apitadores (árbitros). É de se lamentar.

Lamentamos muito, porque eu sou o primeiro a reclamar em oportunidades outras, quando os times vão mal, entram nas competições apenas como coadjuvantes, também tenho que ser o primeiro em denunciar as mazelas contra quem vem bem na competição, e merecendo elogios até aqui, sem nenhum adendo. Por méritos e trabalho digno de Jonilson, seus comandados, e da direção do clube.

*O texto é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Agência CH.