Por Jota Jota
Goiás 1×1 Bahia (Foto: Felipe Santana/ECB)

Goiás e Bahia fizeram na noite de sexta-feira 16 uma das piores partidas da série A, dois times de baixíssima qualidade, e que não mostraram em campo nenhum tipo de evolução, mesmo tendo empatado por 1 a 1.

Mas o árbitro carioca Rodrigo Carvalhaes de Miranda conseguiu ser pior do que os dois times em campo, invertendo faltas, errando lances, distribuindo cartões amarelos e vermelhos à torto, e a direito, deixando o final da partida confuso, com inúmeras reclamações dos dois times.

Parafernálias à parte, não vimos nenhuma evolução no esquadrão de aço, a não ser à vontade em dois ou três jogadores, de cada uma das equipes, os demais, nem disseram para o que vieram fazer em campo. Por mais que gritou à beira do gramado, Mano não conseguiu dar cara ao seu time, que só resolveu arrancar, depois da expulsão de Élber, em um outro erro clamoroso do SOPRADOR DE APITOS.

Mas nada justifica mais uma péssima atuação do time tricolor, que viveu dos lampejos de Nino e Elias, e para ser taxativo, quem mais finalizou em campo pelo Bahia, foi o Elias, um volante de contenção, me façam uma vitamina com abacate de jaca e mole, vai dar o mesmo gosto, que o elenco do Bahia, vem deixando na boca de seu torcedor. Um cão danado, todos a ele, pois o VAR, chamou o apitador, para rever um lance de pênalti, favorecendo ao Bahia, na central do apito Paulo Cesar de Oliveira disse que marcaria, o carioca da gema… IGNOROU.

Daí por diante, o APITADOR se perdeu de vez em campo, e passou a ser cobrado por atletas em campo, e fora dele. Muito fraco nas decisões disciplinares, e o empate veio. Mano, mesmo com 10 em campo, mandou o time para a frente, porque perdido por 1, perdido por 10, e o empate nas alturas do campeonato, seria um presente dos Deuses, e eles atenderam as preces do gaúcho.

O Bahia mesmo que desordenado e inferiorizado em número de atletas, conseguiu trazer um ponto para casa. Melhor que nada, deixou a zona de rebaixamento, somando agora 16 pontos no ativo.

Sem muito tempo, e com dois expulsos, Rossi e Élber, o também expulso Mano Menezes, desfalcam o Bahia diante do Galo Mineiro, o Atlético de Sampaoli, jogo marcado para a próxima segunda-feira 19, no estádio de Pituaçu.

#PRONTO FALEI.