Vencer o Galo é missão difícil, mas não impossível

Por Jota Jota
Jota Jota

O Bahia tem na noite desta segunda-feira 19, uma parada federal a ser realizada no Monumental de Pituaçu, quando o time de Mano Menezes vai enfrentar o Atlético Mineiro, hoje o time mais regular da série A, ao lado do Flamengo, treinado pelo inquieto Jorge Sampaoli.

O Bahia vem de um bom resultado fora de casa, quando empatou com o Goiás por um tento, e mostrou no segundo tempo uma forma diferente de atuar, e deixou, por oportunidades perdidas, de conseguir os três pontos. Foi falta de qualidade técnica, faltou tranquilidade, ou o ataque é mesmo ruim e seus integrantes, estão com prazo de validade vencidos?

Mas, sem ser exuberante como já mencionamos, Mano Menezes conseguiu fazer o time jogar na segunda etapa do jogo, isso corroborado pelas substituições feitas, com os jogadores que entraram dando um pouco mais de velocidade, e equilíbrio técnico ao time. Contra o Galo, veremos qual a estratégia será utilizada por Mano na tentativa de conter Keno e companhia.

O segundo tempo do Bahia em Goiânia acendeu novamente o pavio de esperanças do torcedor, que vem sofrendo há algum tempo, mas acredita no seu time, e a conquista de um resultado positivo vai passar pela elaboração do time em campo, e eles cumprirem o determinado pelo professor, que pede aos mesmos um pouco mais de ambição e vontade de fazerem gols.

Um jogo que tem tudo para ser um dos melhores deste primeiro turno da série A do brasileiro, não desmerecendo outros que também chamaram bem a atenção dos torcedores e da crônica de um modo geral, haja vista, o passeio do Flamengo sobre o Corinthians em São Paulo.

Vistas e observações voltadas para o time do Bahia, buscando verificar o que de positivo conseguiu o treinador na parte técnica e tática do time, pois, ele já mostrou que tem sim, a injeção de ânimo.

#PRONTOFALEI.

*O texto é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Agência CH.