Falôôô... A opinião de Jota Jota
Jota Jota

Mesmo em tempo de pandemia braba, que deixa novamente todo país em polvorosa, a bola não parou de rolar com a realização de campeonatos regionais e a Lampions Liague, a Copa do Nordeste, que teve o Vitoria estreando na tarde de sábado 27, atuando no Barradão contra o Santa Cruz.

Vimos um primeiro tempo em ritmo de pandemia, ou seja, um completo “lock down” técnico por parte dos dois times, com falta de esquema tático, jogadas objetivas, e gols que acabaram não acontecendo, sem contar a superioridade das defesas com relação aos dois ataques.

Remontando o Vitoria e recebendo aos poucos as novas contratações, além de estar utilizando a base proposta para este ano, Rodrigo Chagas teve dificuldades em moldar seu time em campo nos primeiros 45 minutos. Mas na volta para o segundo tempo, a rapaziada assimilou bem o que queria o treinador.

O rubro negro voltou mais aceso, e dominou o jogo diante do fraco Santa Cruz, e pode se ver, algumas peças com bom desenvolvimento individual, e com lances que chamaram muita a atenção, o gol do lateral Van, e a arrancada de David, até sofrer o pênalti.

Com uma ausência enorme sem ganhar títulos da competição, o Vitoria que é o maior detentor de troféus da Lampions Liague, precisa, no entanto, melhorar e muito seu time em campo, mas é compreensível, neste momento, quando se inicia um novo trabalho, é preciso dar tempo ao tempo, para que o professor trabalhe em sua nova safra vinda da Fábrica de Talentos.

#PRONTOFALEI.

(O texto é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Agência CH)