Da Redação – Carlos Humberto

Não foi desta vez que o Juazeiro Social Clube conseguiu seu retorno à primeira divisão do futebol da Bahia. Na tarde deste sábado (23), no Estádio José Rocha, a equipe perdeu a vaga para o Jacobinense, nos pênaltis, por 7 a 6, e deu adeus à competição sem alcançar seu objetivo maior que era conquistar uma das vagas à elite do futebol baiano.

No tempo normal, o time azulino venceu por 1 a 0, gol de Anderson Lessa, aos 36 minutos do segundo tempo. Como o Juazeiro venceu o primeiro jogo por 2 a 1, no agregado, ficou o confronto empatado em 2 a 2, o que obrigou a decisão ir para os pênaltis, e o Jacobinense venceu por 7 a 6. Lessa, Pedrinho, Iuri, Euler, Erivelton, Marcelino e Mineiro marcaram para os vencedores, enquanto Asley desperdiçou a cobrança. Pelo Juazeiro, marcaram Candinho, Ju, Elicarlos, Rakar, Marcone e Clayton; Eduardo e Douglas chutaram nas mãos do goleiro Fábio.

Com uma escalação alterada e deliberadamente cautelosa, começando com três zagueiros de estatura elevada, o Tricolor das Carrancas não escondeu o propósito de segurar o jogo e esperar o melhor momento para explorar o desespero do adversário e chegar ao gol. Assim passou o primeiro tempo, sem que as redes balançassem.

Além da derrota, os juazeirenses tem a lamentar o episódio que culminou com a agressão sofrida pelo presidente do Juazeiro Social Clube Ney Alves, no intervalo da partida. As cenas violentas destoam da índole pacífica do povo de Jacobina.

Mesmo não conseguindo a classificação, a equipe do Juazeiro, a diretoria, comissão técnica e elenco, merecem o apoio de sua torcida pelo desempenho ao longo de toda competição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here