Por JOTA JOTA
Estadio-Mane-Garrincha-Brasilia-Copa-2014-Divulgacao

O advogado José da Silva Moura Neto, que entrara com pedido de liminar, para que a partida entre Flamengo e Defensor Y Justícia não tivesse a presença de público, foi negada pela juíza Indiara Arruda de Almeida Serra, da 4ª Vara da Fazenda Pública do DF.

Decretos assinados pelo governador Ibaneis Rocha, na semana passada, deram o aval a presença dos torcedores, com isso a magistrada que julgou o pedido de liminar, considerou que “não há nada que ateste a ilegalidade dos atos questionados”, lembrando também, que “a presença de público é restrita a 25% da capacidade do espaço, que é aberto e ao ar livre, sendo obrigatório o uso de máscara, distanciamento entre os torcedores, exigência de vacinação completa ou PCR negativo, dentre outras medidas exigidas no decreto para realização de qualquer evento esportivo”.