Da Redação

A cinco dias do sorteio da Mega-Sena da Virada, maior prêmio de loterias do Brasil, os apostadores vivem o sonho de, ao conferir sua aposta, descobrir ser o ou um dos felizardos do seleto grupo de ganhadores bafejados pela sorte grande.

Enquanto isso, desde 1996 mofam nos cofres da Caixa Econômica Federal, a bagatela de mais de R$ 1,8 bilhão esquecidos por ganhadores que não reclamaram o prêmio a que tem direito. Só em 2019, R$ 15,6 milhões deixaram de ser pagos por falta de resgate. Em 2020, os valores ultrapassam os R$ 6 milhões.

E para onde vai essa dinheirama não reclamada? Segundo as normas dos jogos de loteria da Caixa, o apostador tem até 90 dias contados a partir da divulgação do sorteio para receber o prêmio. E, caso o resgate não ocorra, os valores são integralmente destinados ao FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior).

Se você apostou e está dentro do prazo legal, não custa nada dar uma conferida no seu cartão. Quem sabe a sorte não lhe reservou uma surpresa?