Por Jota Jota*
Jota Jota

Esta é a pergunta que deve ser feita, Sr. Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, que em um ato, que no mínimo é de uma irresponsabilidade MONSTRUOSA, liberou público nos estádios da cidade, os jogos a serem realizados, com paliativos de medidas protetoras, que nos remetem às tardes de domingo, quando víamos na TV, OS TRAPALHÕES, e dávamos risadas à vontade.

Mas o caso não é de brincadeira, e muito menos de piadas, e de muito mau gosto, medidas protetivas, para um acúmulo de pessoas nas catracas, nos transportes públicos em direção aos estádios, e lá dentro, quem vai respeitar o distanciamento de 4 metros, quem? Se aqui fora, o torcedor é indisciplinado, não obedecendo as recomendações, e menos ainda as determinações, se aglomerando, andando sem máscaras etc. e tal.

Sei que serei contestado, pois vários torcedores, que assim como o prefeito do Rio de Janeiro, o Pastor Crivella, andam na contramão dos fatos, dando uma banana para a realidade, e perigos que a Pandemia representa. No estado do Rio de Janeiro, onde o número de infectados é grande, o mesmo acontecendo com o de mortes, abre-se uma janela, para a proliferação da doença, é certo isso? Mas como em todas as opiniões, teremos as contrarias.

Não sei, para quem o Crivella está jogando, se a pressão de alguns clubes de massa, lhe tiraram o sono, e a responsabilidade de administrar uma cidade, ou coisa que o vala. Não adianta, determinar que apenas 1/4 do estádio será ocupado, mas só aí, no Maracanã, serão 22 mil pessoas, já pensaram nas consequências? Dias o ditado, que manda quem pode, e nesta ocasião, vai obedecer, apenas aqueles que não tem juízo.

Do alto dos meus poucos 71 anos, e que fui infectado, mas com as graças de Deus, e as orações, estou aqui retomando minhas atividades, sei muito bem, o que é passar por hospitais, e ser testemunha viva, do caos que é o Covid-19, o assassino em série, estes administradores irresponsáveis não sabem, e além de não saberem, não irão aos estádios, no tradicional, faça o que eu mando, mas eu não farei o que fazem. Que DEUS proteja os incrédulos da Pandemia, e que por uma bola rolando, poderão aumentar o sofrimento de muitas famílias.

#PRONTOFALEI

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Agência CH.