Falôôô… A opinião de Jota Jota

Depois de muitas expectativas sobre o teor do manifesto dos jogadores do Brasil, com relação a disputarem ou não a Copa América, podemos dizer que as pretensões dos prós e dos contras, ao que definiram os jogadores, todos levaram um tonel de água bem gelada, porque ficou o dito pelo não dito no manifesto divulgado pelos convocados, que apenas revelam insatisfação com a Conmebol, pelo modelo e forma de como a competição está sendo realizada.

Na minha modesta opinião, a pedra que estava no caminho, com nome de Rogério Caboclo, foi retirada a tempo pelo Conselho de Ética da CBF, daí a guinada de 360 graus dos atletas e comissão técnica, com os atletas dizendo que jamais disseram que não vestiriam a camisa da seleção, que para todos era um sonho desde a infância.

Escrito isso, que fora publicado nas redes sociais dos jogadores, que falam inclusive em hierarquia, os invictos das eliminatórias da Copa do Mundo, vão a campo em Brasília no domingo, na abertura da competição, para atuarem contra a Venezuela. Com isso, toda uma discussão sobre eles, se jogavam ou não foi por terra, e quem se exaltou por isso, ficou a ver navios.

Como diz o mestre MARÃO FREITAS, a VIDA MUDA DE MINUTO A MINUTO, e opinião de jogador de bola também.

Mas…

Ainda tem um babado rolando solto por aí, e que se encontra sobre a mesa dos que vestem toga, lá no STF, onde existe uma ação, para impedir a realização da competição, impetrada por deputados federais. O julgamento acontecerá nesta quinta-feira 10, com voto direto dos procuradores na base do sim ou não. E agora, José? Quando se pensa que tudo foi resolvido numa boa, lá vem mais confusão na cabeça do torcedor.

Isso aqui ôôô, é um pouquinho de Brasil…

#PRONTOFALEI@JOTAJOTA.