Falôôô… A opinião de Jota Jota

O futebol da Bahia não está apenas ruim no Esporte Clube Vitoria. A fase do time rubro negro está mal, dentro e fora de campo, porque o administrativo, de gestões passadas, conseguiu aniquilar o que de bom o clube tinha, hoje o soerguimento do clube tem problemas em abundância, para que sejam resolvidos e ou amenizados.

E a situação é pública e notória, sendo inclusive alvo de gozações nas diversas redes sociais, sem que o torcedor acredite, muito embora não tenha ainda, eu disse ainda, atirado a toalha por terra.

Mas o Bahia também não vai bem das pernas não, salvo a grana recebida neste primeiro semestre, porque as cotas dos campeonatos foram polpudas, e as negociações de jogadores, que por muita sorte, foram achados e bem negociados, valendo da expertise do presidente em exercício. Mas, e dentro de campo?

Não ganhou nada, e fora desclassificado de tudo, perdeu título dentro de casa para clube menor, que em seguida o desclassificou de uma nova edição do mesmo campeonato, caiu na Copa Sul Americana, para um Liverpool genérico, e ainda por cima do Paraguai, agora com a faca e o queijo nas mãos, tropeça de novo dentro de casa, decepcionando, mais de 46 mil torcedores.

Me digam aí, onde dentro de campo o futebol da boa terra vai bem? Como disse, nem é preciso mencionar os certames disputados pelo Vitoria, que foram os mesmos, e nem dinheiro conseguiu ganhar, imaginem jogos. De nada adianta dinheiro em caixa, se os times em campo não dão ao torcedor a alegria de ver o clube alcançar um título.

E não me venham com o baiano, título doméstico, é obrigação dos dois, um derrubando o outro e vice-versa, mas nem isso, os pequenos do interior, estão chegando e colocando suas mangas de fora, e mostrando que são quase iguais. Então, qual o motivo de se apregoar, que o nosso futebol está bem?

Apenas o Jacuipense salvou o primeiro semestre baiano, após conseguir em campo, e jogando bem, alcançar EM CAMPO, a série C do brasileiro em 2020, e continua na luta, podendo chegar ao título da competição. Os demais do interior, entraram e ficaram pelo meio do caminho, Bahia de Feira, Fluminense e a Juazeirense.

Até quando, o torcedor baiano, em todas as esferas, vai ter que engolir apenas participações dos seus times, em certames? Tudo bem que os de 2019, continuam em andamento, e muita água ainda vai passar sob as pontes, esperança em Riachão do Jacuípe, que também terá pedreiras pela frente, mas tem crédito adquirido para ser respeitado.

Já Bahia e Vitoria, ainda vão ter que concluir seus campeonatos, e precisam se recuperar e bem dentro das competições. O Vitoria, se redimir de tudo que está errado, e o Bahia, retomar seu futebol, que a três jogos, caiu de produção, deixando a desejar, e sofrendo em jogos dentro de casa, onde até então era soberano.

Por essas e por outras mais, é que sem medo de errar, afirmo que o nosso futebol, não está à altura dos bons momentos que se viveu, com alegrias constantes, mesmo com dificuldades nos administrativos. Só não posso esquecer que os fiéis torcedores continuam apoiando. Mesmo sabendo das dificuldades, a do Bahia vai maciçamente aos jogos, o mesmo não vou dizer da torcida do Vitoria, apenas os pouco mais de 3 a 4 mil, que comparecem em todos os jogos, esteja o time bem ou mal.

Então, falta muito, para que tenhamos um futebol para chamar de bom.

#PRONTOFALEI.