Amistoso contra o Newell’s Old Boys marca o retorno do time pernambucano ao seu estádio após cinco anos

Crédito: Correio da Bahia

Estádio dos Aflitos (Reprodução Twitter Náutico)

Depois de cinco anos, o Náutico está de volta ao estádio dos Aflitos. Neste domingo (16), o Timbu entra em campo às 17h (horário da Bahia), no amistoso internacional contra o Newell’s Old Boys, da Argentina, que marca a reabertura do estádio alvirrubro, no Recife.

O dia promete ser de muita festa para os torcedores que contam os minutos para o retorno. Inaugurado como estádio em 1939, o local foi a casa do Náutico até 2013, quando o clube deixou os Aflitos para jogar na Arena Pernambuco, construída para a Copa do Mundo de 2014.

Os anos no novo estádio, no entanto, não foram como o clube esperava. A distância para a Arena, localizada no município vizinho São Lourenço da Mata, dificultou a presença dos torcedores. Sem o apoio, o Náutico amargou os rebaixamentos para as séries B e C do Campeonato Brasileiro e o não acesso este ano.

Descontentes com os resultados e insatisfeitos com o contrato assinado com o consórcio que administrava a Arena Pernambuco, o Náutico iniciou em 2016 o movimento de retorno aos Aflitos. Mas voltar para casa foi outra outra batalha para os pernambucanos. Abandonado e sem manutenção, o estádio dos Aflitos precisou passar por uma longa reforma que durou quase dois anos e contou com doações de torcedores para poder sair do papel.

O gramado foi trocado e a arquibancada reformada, assim banheiros e bares. A capacidade no jogo de reabertura será de 18.968 pessoas. Antes, era de 22.856.

Homenagem a Kuki
A programação de reabertura dos Aflitos terá como fundo principal o duelo contra os argentinos do Newell’s Old Boys. Antes, porém, os torcedores sentirão um pouco da história do clube. Na preliminar do duelo será realizado um jogo festivo em homenagem ao ex-jogador Kuki, ídolo que se aposentou em 2010.

Entre os nomes confirmados estão Gil Baiano, Geraldo, que jogaram na dupla Ba-Vi, Nilson, goleiro ex-Vitória, o uruguaio Acosta e o ex-treinador Muricy Ramalho.

Também hoje, o clube vai apresentar o atacante Jorge Henrique, de 36 anos, principal reforço para a Série C e de volta ao clube após 15 anos.