Da Redação – Foto: Getty Images

Foi com tudo que um jogo de mata-mate exige: gols, expulsão, drama, prorrogação e vaga decidida nas penalidades. E quem levou a melhor no duelo entre Noruega e Austrália na tarde desse sábado (22) foram as europeias.

Melhor em campo, a Noruega abriu o placar com Herlovsen aos 31 do primeiro tempo. Apesar de ter mais posse de bola e domínio da partida, as norueguesas viram a Austrália igualar o marcador com Kellond-Knight aos 38 da etapa final.

O empate se manteve nos dois tempos da prorrogação e a vaga foi definida na cobrança de pênaltis. Melhor para a Noruega que, liderava pela Melhor do Jogo, a camisa 10 Graham venceu por 4×1.

A postura dela na cobrança inicial mostrou que o momento era das europeias: pegou a bola, respirou fundo, fechou os olhos e depois olhou para sua equipe e cobrou com frieza. Uma classificação merecida.