Por Tony Martins

A expressão “PONTO DE CORTE”, de forma geral, significa a nota mínima para se conseguir uma aprovação num processo seletivo ou concurso público.

No futebol brasileiro ela tem sido utilizada para demonstrar as chances de cada equipe obter a conquista de um título, uma classificação, ou até mesmo ser rebaixada. Para tanto, deve- se levar em consideração duas variáveis: 1- o rendimento da equipe; 2- o percentual de aproveitamento.

Por exemplo: o América Mineiro que soma 66 pontos, tem 66,6% de aproveitamento, mesmo não somando nenhum ponto nos 5 jogos restantes, estaria classificado para série A, pois, o quinto colocado que é o Juventude, o primeiro time fora da zona de classificação tem 52 pontos, com 52,5% de aproveitamento, o que significa dizer que, faltando 5 jogos, de acordo com o rendimento do Juventude, o ponto de corte é de 59,8 pontos, aproximando chega-se a 60. Isso quer dizer que uma equipe somando 60 pontos está na Série A.

Fazendo uma análise da zona de rebaixamento da série A, temos o Fortaleza, a primeira equipe fora do Z4 com 32 pontos, que equivale a 36,7% de aproveitamento. Nesse caso, com esse percentual, uma equipe estaria livre do rebaixamento com 41,8 pontos, arredondados seriam 42. Que Coritiba, Botafogo, Goiás e Bahia (que estão no Z4), Fortaleza, Sport e Vasco, que estão próximos façam as contas e melhorem o rendimento de suas equipes. É concreta, mas que sofre variações a cada rodada, de acordo com o desempenho de cada equipe, embora haja uma tendência que esses prognósticos se confirmem.

Ainda em tempo, é importante ressaltar que necessitaria de outro momento para uma melhor compreensão sobre como se chegar ao aproveitamento de cada equipe numa competição.